"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

22/04/09

25 de Abril de 1974




Sabiam que em Portugal a escola só era obrigatória até à 4ª classe? Era complicado continuar a estudar depois disso. E sabiam que os professores podiam dar castigos muito severos aos seus alunos? Sabiam que todos os homens eram obrigados a ir à tropa (na altura estava a acontecer a Guerra Colonial) e que a censura, conhecida como "lápis azul", é que escolhia o que as pessoas liam, viam e ouviam nos jornais, na rádio e na televisão?

Livre Arbítrio

O homem tem liberdade,
Assim Deus lha concedeu,
De cumprir ou não a lei,
De ser crente ou ser ateu;

De ter frieza ou amor,
De se queimar nos sentidos;
De buscar a linha recta
Ou os passos proibidos.

O homem ter liberdade,
De pensar sem restrição;
De largar os seus cavalos
Sem arreio e sem bridão.

O homem tem liberdade,
Todos os rumos abertos,
De seguir a caravana
Ou vaguear nos desertos.

O homem tem liberdade,
De sonhar o que mais quis;
Só não tem a garantia
De ser um homem feliz.

CARNEIRO, Edgar, O Signo e a Sina


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Viemos com o peso do passado e da semente
esperar tantos anos torna tudo mais urgente
e a sede de uma espera só se estanca na torrente
e a sede de uma espera só se estanca na torrente
Vivemos tantos anos a falar pela calada
só se pode querer tudo quando não se teve nada
só quer a vida cheia quem teve a vida parada
só quer a vida cheia quem teve a vida parada
Só há liberdade a sério quando houver
a paz o pão
habitação
saúde educação
só há liberdade a sério quando houver
liberdade de mudar e decidir
quando pertencer ao povo o que o povo produzir


Sérgio Godinho

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"