"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

14/04/09

Poemas que nascem...de repente!

Grandiosa palavra
Nos rodeia a todo o tempo...
Tempo que passa depressa
Tão depressa como o Vento!

Grandiosa Palavra
Nasceu no ar!
O ar puro das montanhas
As montanhas, vamos saudar!


Este poema nasceu, assim de repente, tal como o "vento que corre", no pensamento da Anabela do 6ºD

5 comentários:

Cristina Bernardes disse...

Parabéns Anabela... continua com os lindos poemas.

Luz disse...

Olha Anabela espero que os poemas continuem a correr no teu pensamento.
Parabéns pelo poema
Luz

ana disse...

Anabela 6D
Obrigado por gostarem dos meus poemas , agora já fiz mais 3 aqui fica um deles para os fans dos meus poemas

Grandiosa palavra
sempre nos acompanha
acompanha em muitas situaçoes
até naquelas giras manhas

MARIANA 6ºB disse...

ÉS MUITO FIXE ESPERO QUE ESSA VEIA DE POETA CONTINUE EM TI
POETA VAIS SER
TODA A GENTE
TE VAI CONHECER

ana disse...

Bela 6D
Olá Mariana obrigado por esse poema nesse dia em que o vi estava realmente triste
obrigado mariana
seras sempre minha amiga desserteza
para todo o sempre
com toda a clareza

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"