"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

18/05/09

Prova de Aferição de Língua Portuguesa!

Guardarei na memória, um dos momentos deste dia! A maioria dos alunos da turma B esperava-me à entrada, para receber "o beijinho da sorte", como lhe chamou a Elisabete.
No fim, disseram-me quase todos que era fácil, mas fico à espera dos resultados. Felizmente dramatizamos " O freguês caloteiro", pois pelo menos ouviram falar do texto dramático.
Alguns professores (a maioria) aborda esse tipo de texto no final, se lhes restar tempo, mas há alguns anos que procuro abordar tudo, mesmo que ao de leve, antes da prova. Nunca se sabe o que pode sair! Estávamos todos a contar com um texto narrativo, claro!
Não me vou alongar muito, mas gostei muito mais da Prova do ano anterior ou a de há dois anos, com o texto " Caixinha de música", tão aliciante, sugerindo para imaginarem um reencontro entre as personagens...
Felizmente, tenho o hábito de lhes ler muitas histórias, mais que não fosse, podiam falar de "Ulisses", visto no presente ano terem de falar de livros.
Vigiei alunos de 4º ano...e também achei abstracta demais para um 4º ano...muito diferente daquilo a que normalmente são habituados...Enfim, tenho uma filha no 4º Ano e anseio por saber o resultado. Ela disse que lhe correu bem ,à excepção dos verbos! Claro, os alunos tinham que deduzir que se pretendia que usassem o Pretérito Imperfeito!

6 comentários:

Cristina Bernardes disse...

Os nossos também fizeram e vinham satisfeitos... agora é esperar.

ps: o beijo da sorte dá sempre resultado... os alunos do 4º ano estavam todos em fila à minha espera. Que queridos!

Isabel Preto disse...

Assim espero, Cris!
Trabalhámos imenso, por isso gostaria de os ver ter bons resultados.
Jinhos.

CLUBE DAS LÍNGUAS VIVAS disse...

Boa noite, Isabel

Não estive com os meus "meninos" antes da prova mas, logo que cheguei à escola, depois do almoço, vieram ao meu encontro, muito satisfeitos, a exclamarem "foi tão fácil!!"
Bem... Na aula de 90 minutos que tive com eles, fiz a correcção oral. Concluiram que não tinha sido tão fácil assim... :-(
O texto dramático tinha sido bem trabalhado... aí não houve problemas mas 2 ou 3 perguntas de interpretação não eram assim tão óbvias e, claro, saiu asneira. O conhecimento explicito era relativamente simples e a composição também mas, alguns "bloquearam" e não lhes ocorria nenhum livro especial...
Enfim... esperemos pelos resultados. :-)

Beijinho

IC disse...

Descobri ontem o blogue da tua turma B e deixei-lhes lá um comentário no post "Comida na escola". Mas distraí-me no modo de enviar comentário, pois não queria link no meu nick, deveria pôr só o nome para que não fosse ter ao meu blog, visto que é um blogue de adulto. Mas também não tem importância.
Um beijinho

Ah... Não me tinha ainda lembrado de tirar dos blogues que tenho na margem do meu um que detesto e não visito(sabes a que me refiro). Mas já está ;)

Isabel Preto disse...

Olá Ic, também retirei esse blog da minha lista!
Os miúdos do 6ºB adoraram ter pessoas que não conhcem a deixar-lhes mensagens!
Beijinhos.

Isabel Preto disse...

Daqui para Trofa mando mil beijinhos, aos "arrumadores de palavras"...pois é a prova não era assim fácil. Alguns dos meus alunos, na hora de falar do livro ficaram com um vazio enorme. Nem de falar do Ulisses se lembraram! Um dos melhores alunos falou dos três porquinhos, porque não conseguiu lembrar-se de nenhum livro especial, com os nervos, mas outros aparentemente portaram-se bem.
Eu é que já estou aflita, porque ando cansada demais este ano e, de certeza, vou ter de ser classificadora pela 3ª vez. Este ano estou a fazer duas formações...sinto-me sem forças, mas será a maneira de ter a noção da forma como correu.
Beijinhos.

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"