"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

02/06/09

Com Lágrimas, escrevo!

O tempo corre depressa...
Nem quero acreditar!
Que em breve, os meus alunos...
Me irão deixar!

É chegada a hora da partida
E meu coração já chora!
Nem quero acreditar,
Que em breve irão embora!

Meus queridos alunos,
Quase filhos para mim...
Nessa nova vida,
Lembrem-se de mim!

Fui mais do que uma professora,
Mas também tive recompensas...
Acreditem, meus amores,
Vai ficar um vazio,
Sem fim!

Não consigo mais escrever...as lágrimas não deixam!
Para as turmas B,C e D...deixo um recado:
Estarão sempre no meu coração!

28 comentários:

joao machado 6.D disse...

ue esajero stora
algum dia eu deixava uma professora como voce

Isabel Preto disse...

Meu querido, João...espero que mesmo quando já não forem meus alunos, nunca se afastem por completo.
Gosto tanto de todos...e admiro-te por não te portares mal, nas minhas aulas.
Quero que prometas que vais fazer um esforço grande, para controlar a raiva que por vezes nasce dentro de ti! Tu és inteligente, lindo e tão meigo...não voltes a estragar nenhum ano.
Mil beijinhos, filhote.

Marta Vasil disse...

Isabel

Comoveu-me esta sua publicação. Sei dar valor a este halo triste que fica quando nos separamos de quem gostamos muito. Aconteceu-me no final do ano lectivo passado. Quando os elos afectivos são muito fortes, jamais haverá esquecimento. Pode haver distância física, mas mantém-se sempre a proximidade pelos fios do afecto.
Um beijinho

MV

Alegria disse...

Para ti algo que gosto.
"Cada pessoa que passa em nossa vida, passa sozinha, é porque cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra.
Cada pessoa que passa em nossa vida passa sozinha, e não nos deixa só, porque deixa um pouco de si e leva um pouquinho de nós.
Essa é a prova de que as pessoas não se encontram por acaso."

Charles Chaplin

Alegria disse...

leia e guarde sempre junto a ti.
A vida me ensinou...
A dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração;
Sorrir às pessoas que não gostam de mim,
Para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam;
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade, para que eu possa acreditar que tudo vai mudar;
Calar-me para ouvir; aprender com meus erros.
Afinal eu posso ser sempre melhor.
A lutar contra as injustiças; sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo.
A ser forte quando os que amo estão com problemas;
Ser carinhoso com todos que precisam do meu carinho;
Ouvir a todos que só precisam desabafar;
Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos;
Perdoar incondicionalmente, pois já precisei desse perdão;
Amar incondicionalmente, pois também preciso desse amor;
A alegrar a quem precisa;
A pedir perdão;
A sonhar acordado;
A acordar para a realidade (sempre que fosse necessário);
A aproveitar cada instante de felicidade;
A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar;
Me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas",
embora nem sempre consiga entendê-las;
A ver o encanto do pôr-do-sol;
A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser;
A abrir minhas janelas para o amor;
A não temer o futuro;
Me ensinou e está me ensinando a aproveitar o presente,
como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesmo tenha que lapidar, lhe dando forma da maneira que eu escolher.

Charles Chaplin

Isabel Preto disse...

Renata:
Que lindo!
Muito obrigada, fez-me bem ler estas palavras. Acordei e vim aqui por instinto. Vou levar mais força, para enfrentar os últimos dias. Estas turmas foram muito especiais para mim...aliás é assim todos os anos! Estou nas aulas e, de cada vez que um faz algo que gosto, vem aquele pensamento: daqui a pouco, acaba...e nem diante deles, consigo esconder as lágrimas...A última semana vai ser a mais difícil.
Beijos.

Isabel Preto disse...

Marta:
acredito nisso, que apenas haverá distância física, mas estas duas últimas semanas, dou comigo a chorar diante deles, cada vez que fazem ou dizem algo que me agrada.
Ontem, sensibilizou-me que o primeiro a deixar um comentário, fosse o João, porque nem sabia que ele lia o Blog. O João é um menino muito complicado e vai repetir, com muita pena minha, pois tem capacidades, mas dentro dele há algo que não controla e...rebentam. Em algumas aulas, com alguns professores...passava a vida a sair da sala, porque o mandavam de castigo! No entanto, nunca tive um único problema com ele. Quando ia falar com ele sobre as más atitudes nas outras aulas, pois sou directora desta turma...desatava a chorar e...acalmava. Nunca consegui ajudá-lo o suficiente.

Cristina Bernardes disse...

Isabel, que lindo e comovente poema... Demonstra bem a qualidade e coração que tem. Bjos

BC disse...

Muito lindo Isabel, eu nestas coisas não costumo esrever muito, prefiro dizer:
O GESTO É TUDO_______________O SENTIMENTO É TUDO E MUITO FORTE.
Isso é amor pelo que se faz, é sensibilidade,
PARABÉNS.
Beijo

Anónimo disse...

Querida Isabel, adorei o que escreveste. Adorei o que o que o teu aluno João escreveu e adoro a tua postura, o teu coração enorme...És uma EXCELENTE Professora! Fizeste e sei que irás continuar a fazer um trabalho magnífico. PARABÉNS, Isabel!
Beijinho
Mariana Emídio

Ricardo Marques Nº21 6ºD disse...

Stôra adoreio poema!!! Tb nã gosto nada de ir embora você foi uma excelente professora! e fkará sempre nos nossos corações!!!

Ricardo Marques Nº21 6ºD disse...

desculpe ter dado tantos erros *adorei o* *não* *fikará

Professorinha disse...

É bom quando os nossos alunos nos inspiram assim esses sentimentos!

Bjs

Sofia Marques 6º B Nº 24 disse...

Olá Professora Isabel, também vou ter saudades suas quando acabar o ano e também estará sempre no meu coração:).
Amanhã é para estar eu e os que vão apresentar o teatro de fantoches à 13h45 na sala 14? E levamos a caixa dos fantoches na altura ou antes? Não se esqueça de levar os fantoches.
Beijinhos do tamanho do mundo e até amanhã:).

Xinha disse...

Olá Isabel...
Esta é uma altura do ano péssima pela "proximidade do afastamento"...
Eu sempre senti exactamente o mesmo desde que me lembro de ser educadora.
Podia-te dizer que é relativo porque podemos manter sempre o contacto...ainda mais com os teus que são muito crescidos e têm autonomia para o fazer.
Eu própria tenho mantido contacto com meninos de todos os sítios por onde já passei, todas as escolas onde trabelhei.
Ainda hoje fui passear à floresta com os meus meninos e levei mais um grupinho de cinco crianças do ano passado, que já andam no 1º ano e que andavam ansiosos por lá ir.
Mas não é a mesma coisa, mesmo estando perto, mesmo não perdendo o contacto, a relação é diferente. Perde-se o dia-a-dia.
E isso é triste...

Mas quando nos surge na vida uma situação verdadeiramente triste, de dor e saudade infinita, essa tristeza de final do ano encara-se com um sorriso.

Isabel Preto disse...

Querida, Sofia:
Sei que nunca me esquecerás, pois o teu carinho tem demonstrado isso.
Amanhã não esquecerei os fantoches...no intervalo, levaremos a caixa dos fantoches. Vai correr bem, verás.
Tenta ver se nenhum dos actores s esquece de comparecer.
Beijos.

Isabel Preto disse...

Meu querido Ricardo, foste o melhor aluno que tive desde que sou professora...Além disso, muitas das minhas melhores recordações deste ano lectivo, estão relacionadas contigo:
foste tu quem me apoiou mais na aula assistida, em que estava tão nervosa!
Foste actor e até revisor de texto, na peça de teatro!
O livro autografado da Escritora Luísa Ducla Soares, deixou-me tão feliz! E foste tu quem mo ofereceu!
Contaste-me sobre uma namorada...o que mostra cumplicidade e amizade.
Foste tu, quem me fez subir ao palco, para entregar um prémio: estavas, estás e estarás entre os melhores alunos da escola!
Quando mais ninguém ligava a nada, tu estavas lá!
Nunca deixaste de fazer um único trabalho!
Obrigada, Ricardo. Vou sentir tanto a tua falta! Nunca deixes de ser um pouquinho meu, nem que seja só neste blog, de vez em quando...ou pelo telemóvel...Vou sentir falta da vossa turma...os meus meninos.
Pronto, já estou a chorar novamente...estas duas semanas que faltam, vou chorar muitas vezes...Por que serei uma chorona assim?!

Isabel Preto disse...

Entendo bem Xinha:
aos 12 o médico disse-nos para comprar roupa preta, que meu pai ía morrer no máximo em 24 horas! Salvou-se, mas o sofrimento foi horrível!
Já passei por muitas situações dolorosas, que fizeram de mim uma pessoa mais humana, integra e corajosa.
Alguns destes alunos, ficarão sempre, outros perdem-se. Há um ano fui ao casamento de uma aluna em Viana, a quem dei aulas quando ela tinha dez anos...Mas sou sempre assim, uma chorona nestes momentos.
Obrigada, Xinha.

ana disse...

Bela 6D
Olá professora Isabel eu gostei imenso do poema mas é um pouco triste deixar a professora quando passarmos de ano pis voce marcou as nossas vidas por completo decerte-za que todos lhe ficaram muito agradecidos
só por a deixar daqui a pouco já choro
quanto á peça de teatro já passou agora só dia 18 de junho eu tenho tido tanto trabalho a fazer o trabalho de hgp e de lp que nao fui ao email mas agora que ja fiz tudo ja posso ir todos os dias


beijos bem docinhos
Anabela

Carla Pimentel disse...

Muitos momentos de convívio e de partilha, custa a despedida... mas ficam as recordações, as lembranças. Muito bonitas as palavras de sentimentos. Bjs

Isabel Preto disse...

Bela:
também eu andei muito atarefada, ainda hoje passei a tarde com as supervisoras das provas de aferição. Ainda me falta aquele trabalho com a tua mãe sobre dislexia, mas prometo ir ver-te dia 18 de Junho, prometo, prometo.
Beijinhos.

Luz disse...

por isto se v~e que és PROFESSORA!!!
Bjs
Luz

Inês 6D disse...

Olá 1º que tudo , o poema está magnifico e quando o li até fiquei com uma lágrima no canto do olho.. =( professora pode ter a certeza que eu NUNCA NA MINHA VIDA a vou esquecer , vai sempre estar no meu coração para onde eu for e ou eu estiver, é como vivesse no meu <3 !
A professora foi e é e será sempre uma professora fantástica , aquela pessoas que não só é professora como tambem é nossa amiga e por vezes nossa mãe quando mais precisamos...
Professora eu tenho muita pena de a deixar , mas vai estar sempre comigo! beijinhos , adoro-a

Inês Custódio 6D

wilson disse...

a professora tem jeito para escrever essas coisa........tirou me lagrimas tambem

Anónimo disse...

olá, professora Isabel o poema que escreveu esta muito bonito,também VAI FICAR SEMPRE NO MEU CORAÇÂO,também lhe queria agradecer o que me deu hoje.


Sara Lourenço 6ºD

Isabel Preto disse...

Ainda bem que me saiu este poema, do coração, pois é bom ler aqui os vossos comentários!
Inês, minha bonequinha, sempre me deliciaste com os teus textos e gosto muito, muito de ti!
Wilson, meu querido menino...nem pareces o mesmo que conheci, muito mais homenzinho, mais maduro, mais responsável! Tenho muito orgulho em ti!
Sara, tu merecias aquele pequeno gesto! És a menina mais responsável, educada e meiguinha que já vi!
Mil beijinhos.

Inês 6D disse...

Professora depois tenho de lhe dar uma coisa!
Muitos beijinhos

Isabel Preto disse...

Só quero que nunca te afastes de mim!
Se te lembrares, traz o texto que andas a fazer sobre as girafas...e estou curiosa com o trabalho final, que vais apresentar na aula.

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"