"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

20/08/09

Casamentos!


Recordo o dia em que a "Mãe Chica" e o "Pai Merra" festejaram as bodas de ouro! Uma vida inteira juntos, sem nunca os ter visto zangados nem por um só dia!
Naquele dia, reviveram o seu casamento na igreja e toda a família se reuniu em volta deles, para comemorar uma vida nem sempre fácil: criar cinco filhos, naquele tempo, naquelas condições não deve ter sido "um mar de rosas", mas juntos enfrentaram todos os desafios. Diziam que queriam morrer no mesmo dia, mas Deus quis que ele fosse primeiro. A "Mãe Chica" diz que só espera o dia em que se vão reunir no céu...
Também dia 17 de Agosto, os meus pais comemoraram 42 anos de casamento! Rodeados de paz e muito amor, sempre "agarraram a vida" de frente, lutando juntos contra tanta adversidade!
Tantas lutas, sendo a doença a pior de todas...sempre ultrapassaram tudo, com coragem, vencendo todos os obstáculos...
Recordo algo que a minha mãe me disse uma vez...por pior que tudo fosse, nunca dormiram zangados. À noite, faziam as pazes e, de manhã, acordavam com um sorriso, prontos para ir em frente.
Dia 17 fizemos um almoço em família e nunca hei-de esquecer a alegria dos meus pais por terem as duas filhas e as quatro netas, à volta da mesa...A minha sobrinha, com apenas cinco anos, cortou o bolo, que a minha pequenina foi buscar à cozinha, entrando na sala a cantar os parabéns!
Pena que a maioria dos casamentos não seja assim! Alguns homens, diz-me a experiência, parece que nunca crescem, nem se tornam responsáveis...alguns casais optam logo pelo divórcio, por "dá cá aquela palha" se desmorona a família...Era bom que soubessemos escolher com quem partilhar a nossa vida, como os meus avós ou os meus pais...Ou que soubessemos ter a sabedoria deles, para saber viver um casamento de verdade.
Hoje em dia, parece que "se brinca" aos casamentos...que "se brinca com coisas demasiado sérias" e aqueles valores fundamentais de respeito, confiança, fidelidade...se desvaneceram no tempo!

3 comentários:

Mariana Emídio disse...

Querida Isabel,
Os meus sinceros parabéns aos teus pais, por mais um aniversário de casamento.
Os meus pais celebram, no próximo dia 6 de Setembro, 51 anos de casados; também os meus pais têm uma vida partilhada com muito amor e sacifícios para criarem as duas filhas, que hoje são professoras.
Os tempos mudam, mas o respeito pelo outro, jamais deve desaparecer!!!
Um beijinho muito grande para ti e para as tuas lindas princesas.

Madalena disse...

Olá Isabel! Eu também gsotava de chegar às bodas de ouro! Faltam 14. Obrigada pela visita. Beijinhos

Áurea disse...

Lindo texto sobre o casamento.
Houve e há casamentos assim, lindos vividos a dois, mas quando há compreensão das duas partes, mas se for para sofrer uma vida inteira e a mulher a ser espancada à frente dos filhos, ou não, traição, ou vice versa, isso que vá cada um para seu lado.
Continuo a dizer, ver casamentos assim como a Isabel descreve é amoroso.
bjo.

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"