"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

12/11/09

O rei solitário!

A propósito do título:"Fadas do Jardim do rei", de Luísa Barreto, consegui resultados fantásticos! Houve alunos a escrever poemas, outros a fazer jogos de escrita(Acrósticos e Palavra puxa palavra) e outros a inventar histórias de encantar, como o Diogo da turma E.
Era uma vez um rei solitário, que vivia num grande castelo situado numa colina encantada. À roda desse castelo, havia um jardim enorme, muito belo, repleto de flores de mil cores.
Mas havia um segredo que o rei não sabia: era que havia três fadas!
Certa noite uma das fadas entrou no castelo, por curiosidade. Viu todo o castelo até que chegou ao quarto do rei. A fada entrou e viu todo o quarto e a curiosidade continuou a levar a melhor e...entrou num lugar proibido: a sala do trono, onde estava a coroa! Quis tocar nela e mal o fez, o alarme soou, os guardas não tardaram a aparecer, mas a fada contornou-os e fugiu...O rei pasmado disse:
-Que é isto?!Não conseguem apanhar um ladrão insignificante?!
Na manhã seguinte, foi ao jardim e encontrou uma toca numa árvore magnífica...
Meteu lá dentro a mão e conseguiu apanhar uma das fadas!
-Se não me fizeres mal e se acreditas em magia...eu e as minhas irmãs concedemos-te um desejo!-implorou a fada.
O rei soltou-a, incrédulo...e balbuciou:
-Amanhã a esta hora, encontramo-nos aqui...
Assim, foi. No dia seguinte, o rei regressou ao local encantado.
-Qual é o teu desejo?-perguntaram as fadas.
-Quero uma esposa.
As fadas fizeram um feitiço e apareceu uma mulher! O rei casou com ela...vivendo feliz para sempre.

1 comentário:

Fatoumata Binta disse...

Ainda bem que o rei arranjou companhia. Ninguém é feliz sozinho!
Parabéns ao Diogo.

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"