"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

12/11/09

Um amigo imaginário!


À quinta-feira, tenho aula de apoio de Português Língua Não Materna, com uma menina do 5ºH, muito interessada e criativa.
Ela gosta de escrever no computador, por isso, depois de trabalhar com ela o texto escrito e de o corrigir, a Fatoumata Binta escreveu-o aqui:
Se eu tivesse um robô ele ia ser inteligente e compreensivo. Ele ia ajudar-me a cozinhar e a fazer os trabalhos de casa ou estudar.
Ele poderia construir as coisas que se estragassem! Era assim que eu queria que ele fosse, um robô cheio de poderes.
O meu robô seria alto, todo metalizado. Seria tal e qual uma caixa de ferramentas, cheio de botões e parafusos!
Teria os olhos pentagonais que até brilhariam um bocadinho... A cor do corpo dele seria cinzenta,com um alarme em cima da sua cabeça .
O nome que lhe daria, era Robô ED.

1 comentário:

mariana emídio disse...

Minha querida Isabel, adorei o texto. Parabéns, pelo teu notável contributo. És uma excelente professora, minha amiga. Parabéns!!!
Beijinhos ternos,
Mariana

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"