"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

11/01/10

Diálogo entre duas velhotas!

Ainda se lembram do conto da velha e da cabaça? Pois bem, os alunos do PLNM "arregaçaram as mangas" e voltaram ao trabalho, recontando a história num diálogo humorístico.

(...) Passados alguns dias, dona Benedita foi ao mercado e encontrou a sua amiga Zita.
-Oh, Zita! Mas há quanto tempo! Tudo bem, consigo?
-Pois é, há que tempos que a gente não se via. Vou indo, Graças a Deus-exclamou contente, pois há muito que não via a amiga.
-Nem sabe o que me aconteceu outro dia! Estava mortinha por a encontrar, para lhe contar...
-Oh, mulher, conte, conte, que até já estou a ficar arrepiada! As suas histórias são sempre emocionantes.
-Então...outro dia deram-me cá umas saudades dos meus netinhos...que nem pensei duas vezes, meti-me pela serra, por ser mais perto.
-Oh mulher, tu és doida?!Tu não sabes que pela serra é muito perigoso por causa dos lobos?
-Eu só queria chegar lá depressa,nem pensei nisso!Os lobos eram estúpidos!
-Com que então, os lobos eram estúpidos!!!Conta lá como é que os enganaste...
-Oh, foi muito fácil! Disse-lhes que estava muito magrinha, que no regresso viria mais gordinha, por isso era muito melhor se me comessem só na volta. Também prometi trazer arroz-doce, para a sobremesa.
-Muito bem pensado,sim senhor, mas até custa a acreditar que os lobos caíram nessa história!!!
-E tu nem sabes a melhor...Para voltar, meti-me dentro de uma cabaça e os parvos dos lobos nem perceberam!
-Mas mesmo assim, tiveste muita sorte, nunca mais voltes pela serra, não vão os lobos ficar espertos! Eles não são assim tão estúpidos, como tu pensas!
-Tens razão, mais vale não arriscar...Gostei muito de te ver e não vou esquecer o teu conselho.
-Eu cá adorei a tua história! Já tinha saudades das nossas conversinhas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"