"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

24/02/10

Escrita a partir de um jogo de Cartas!


Era uma vez um lobo, que vivia numa floresta e queria comer um anão, para lhe roubar um chapéu mágico!
-Ó lobo, por que me queres comer?
-Está-se mesmo a ver, quero ser poderoso e ficar com a magia do teu chapéu!
-Mas...lobo...eu não quero morrer!
-Então...dá-me o teu chapéu!
-Isso, nem pensar! O chapéu mágico pertence aos anões, desde sempre!
-Então...vou comer-te, já!
-PLIM, PLIM...Faz o lobo voar daqui!- gritou o anão, com força.
Pois é...o lobo desapareceu para sempre, pois o anão usou a magia do chapéu!
Nunca devemos querer, o que não nos pertence!
Nelson, 6ºJ
Cartas: Poderoso, lobo, chapéu mágico, anão, vontade, floresta, força

3 comentários:

Ricardo Calmon disse...

Sonhar,viver é,e beber textos teus,é sorver ternuras e doçuras!

um bzu Isabel Preto!

Viva La Vieeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

Maria da Luz Borges disse...

Parabéns pela história. Está muito bonita. Amanhã conto-a aos meninos
Luz

Anabela Magalhães disse...

Isabel
Há muito que não passava por aqui mas, tenho que te dizer, este teu blogue está uma delícia!
Parabéns!
Beijinho e xi-coração

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"