"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

16/06/10

Num pedaço de papel...

Ontem, foi a última aula da turma E. Ao longo do ano, as melhores notas, os melhores textos, as dramatizações mais interessantes...aconteceram nesta turma, mas notava-se neles uma diferença enorme desde a realização das Provas de Aferição.
Resolvi fazer algo diferente, que nunca fiz no último dia de aulas. Levei folhas brancas e pedi que escrevessem o que lhes apetecesse, mesmo segredos, pois só eu ia ler. Mas queria que todos o fizessem, para levar comigo uma recordação boa.
Fiquei surpreendida com alguns, principalmente por me contarem alguns segredos, por partilharem comigo os seus sentimentos. Descobri uma sensibilidade desconhecida até então nos rapazes.
Claro que os segredos vou guardá-los a sete chaves, mas algumas coisas que escreveram sobre mim e me lavaram a alma, tenho de partilhar...Lindo e verdadeiro, como só crianças e adolescentes sabem dizer:
" Há tantas maravilhas que gostaria de te contar, que não caberiam nesta folha...Tantas coisas especiais que partilho com quem mais gosto, por isso, vou apenas dizer o que sinto de verdade...e a verdade é que marcaste tanto a minha vida que não te quero perder."
" Professora, quero dizer que é fantástica e vou guardar-te na memória e sei que os meus colegas também, pois é como uma mãe para nós."
"...quando entrou no meu coração pensei: desculpe stôra, mas o meu coração sensível não a vai deixar sair."
" Quando temos uma pessoa que amamos, nem sempre mostramos o quanto é importante para nós, só lhe damos valor na hora da despedida...é daquelas pessoas que não quero perder..."
" A stôra é meiga e carinhosa...espero que se lembre de mim..."
" Fico encantado com a forma como dá aulas, porque é divertida, mas exige de nós..."
"...és a pessoa com quem costumo partilhar beijos matinais..."
" ...a nossa relação cresceu como um foguetão e sei que mesmo agora que vais deixar de ser nossa professora, posso contar contigo e continuar a buscar a tua ajuda sempre que precisar...o teu ombro amigo, o teu consolo..."
" Sabe agora podia começar a imaginar uma possível aventura, num possível País, inventado por mim...se tenho estas ideias todas, devo-o a si, que me despertou com os textos criativos, com teatros imaginários, mas tão reais...a stôra é como os cravos, serve para apoiar causas e pessoas, neste caso alunos e felicidade...se fosse um animal, acho que a stôra seria uma pomba branca, porque ao olhar para nós transmite-nos paz e uma felicidade inexplicável..."
"Obrigada por mostrar que gosta de nós..."
"...tenho uma grande admiração por si...todos os professores deviam ter a sua imaginação e capacidade de inventar e sonhar...este ano foi incrível, porque a professora estava lá..."
"...é uma pessoa extraordinária, como se fosse a nossa mãe. Tem um coração enorme e muito valioso. Este ano consigo aprendi tanto, aprendi não só a matéria, mas tantas outras coisas para a vida, porque a stôra é um grande exemplo. Tornou-se muito mais que uma professora, uma amiga, uma verdadeira mãe, que permanecerá na minha vida...Vou ter tantas saudades, neste momento a dor que sinto, a tristeza é tão grande que parece que não vou aguentar e vai sair pelos olhos, a tristeza do coração..."
" No início do ano pensava "quem será que vai substituir o professor Artur?" Logo que a vi, pensei: "Tem ar de ser boazinha" e era verdade! Foi e sempre será uma das melhores professoras que tive..."
" Sei que gostas de poemas, por isso, volto a deixar-te aquele poema da "palavra puxa palavra", que escrevi contigo no início do ano. Sabes porquê? Porque o decorei para sempre, pois leste-o à turma e colocaste-o no blog...Nunca recebera elogios tão sinceros e isso fez-me sentir importante....Rio Douro, Douro o anel, Anel de Saturno, Saturno o Planeta...Comboio do rio, Rio Douro...mas é Douro para a Stôra!"
" Nunca me vou esquecer de si, porque me ensinou muito, sempre com carinho e paciência. Vou ter muitas saudades, por isso, não se esqueça de mim..."
" Adoro-a e não sei como vou fazer sem as suas aulas divertidas...não há palavras para descrever o que sinto por si..."
" Olá professora Isabel, passei por aqui para te dizer que a turma se tem andado a portar mal ultimamente, mas é por ser o final do ano e agora o tempo das despedidas ainda é pior! Vou contar-te um segredo, mas acho que já sabes...sinto uma coisa diferente pela...que é o que me faz sentir diferente."
(...)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"