"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

03/01/11

A bruxa do poço!

Era uma vez uma bruxa teimosa, que vivia num poço. Ela estava muito enervada e a resmungar:
-Estou farta desta vassoura! Está sempre a avariar!
E a bruxa teimosa começou a atirar a vassoura com força para o chão, até que a partiu! A bruxa ficou ainda mais enervada! Portanto, pegou na sua vassoura e aprisionou-a numa cápsula de vidro.
O coelho Albertino ia a passar e viu a cápsula com a vassoura partida. Como era curioso, aproximou-se e ficou preso também, mal tocou na cápsula! A bruxa entusiasmada disse:
-Vejo que já tens um companheiro!
Mas ao ir-se embora, a bruxa deixou cair as chaves!
O guaxinim Roberto, que estava à procura de comida, viu o Albertino bater no vidro da cápsula! De certeza que estava a pedir ajuda...Albertino apontou para as chaves, mas Roberto, sem perceber nada, corrigiu-o:
-É feio apontar!
Albertino colocou a mão na testa, mas Alberto percebeu que as chaves que a bruxa deixara cair, abriam a cápsula e libertou o pobre coelho.
Albertino abraçou Roberto, agradecendo o seu gesto de bondade, mas resolveram vingar-se da bruxa. Cada um pegou numa metade da vassoura e deram-lhe a ordem de bater na bruxa!
Afinal, parece que correu bem para os animais, pois a bruxa ficou sem dois dentes!
André e João Mateus, 5ºD

2 comentários:

Maria da Luz Borges disse...

Foi mesmo um grande castigo para a stressada da bruxa! Ao preço a que estão osimplantes dentários!;))))

Anónimo disse...

Será que as bruxas também andam em crise ?
Beijinhos e parabéns aos meninos de genial imaginação
Gina

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"