"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

11/02/11

Conhecem esta? Esquecemos a letra U!


Conhecem a história do asno que se farta de trabalhar para o dono? Longos anos trabalhara para o moleiro, transportando pesados sacos de grão! Mas agora estava velho e cansado e o dono jamais lhe voltara a dar de comer, pois pensara que o asno não lhe serviria para mais nada!
Porém, o asno não tencionava morrer à fome e pensara escapar.
"Irei para Bremen, a cidade dos bateristas, dos cantores...Já não posso trabalhar, mas posso tocar!"
Ao longo do caminho, dera de caras com o cão desanimado e cansadíssimo!
-Conta lá...Tanto desânimo...Diz-me depressa, a razão.
-O patrão acha-me velho, para a caça. Ambiciona matar-me!
-"Irei para Bremen, irei ser actor", disse-lhe o asno, "vem daí comigo e assim formaremos a grande banda!"
-A ideia é linda - disse o cão. E os dois lá vão a caminho de Bremen. Três horas depois, encontraram o gato com os olhos cheios de lágrimas.
-"Conta lá a razão dessa tristeza!"
-A dona acha-me velho e já não consigo apanhar ratos, por isso a minha dona quer afogar-me!"
-"Vem para Bremen connosco"- propôs o asno.
-" Tocarei gaita-de-foles, o cão tocará tambor e o gato estará nas maracas!"
O gato adorara a ideia. Mais adiante, viram o galo , ele estava a gritar em cima da cerca.
-"Ora diz-me o motivo de tanta aflição?"
-Eles acham-me velho e, no domingo, vão assar-me no forno"- disse o galo, aflito.
-"Vem para Bremen connosco"- propôs-lhe o asno. "Tens bela voz e nós sabemos tocar. Formaremos a grande banda!"
O galo adorara a ideia.
Mas a cidade ainda era distante e a noite já começara a cair.
Cansados e esfomeados, resolveram abrigar-se. Ao lado da estrada, havia a tal casa, certamente abandonada, mas tinha a janela do canto a brilhar!
O asno devagar aproximara-se da janela e… Estava lá o bando de ladrões, “o Assaltante”, sentados à volta da cama cheia de comida.
Resolveram inventar o grande plano.
O cão trepara para o dorso do asno, o gato para o pescoço do cão e o galo saltara para cima do gato.
Com o asno a comandar, começaram todos a cantar e, com apenas a táctica do salto, entraram na casa, partindo a janela.
Apercebendo-se do terrível estrondo, os ladrões pensaram tratar-se do monstro das lendas. Escaparam apavorados, deixando para trás a mesa com tantos doces!
Os amigos pregaram-lhes boa partida. O plano realizara-se na perfeição!
Comeram tanto… pensar na viagem para Bremen, nem pensar… e permaneceram felizes e contentes na casa abandonada à beira da estrada o resto das vidas!


Gonçalo Cavaco, 6ºG

2 comentários:

the best class of sixth year of pel disse...

stora tem um U na 7º linha a contar debaixo .

Isabel Preto disse...

Obrigada. Depois, mostras-me onde está que eu não o encontro! Beijinhos e bom fim de semana.

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"