"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

15/02/11

A raposa e o galo!


Empoleirado na árvore, o galo cantava e nisso passa perto dele a raposa!

-Grande novidade, compadre galo- grita a raposa, alegremente- Já foi decretada a lei do governo, mandando acabar com a competição entre os animais e estabelecer a paz geral. Mas ficaria mais contentíssima, se descesses da árvore para te dar milho e abracinhos!

-Esse decreto-lei sobre a paz geral já é conhecido de todos os animais?-interroga o galo.

- Mas é claro! Se não fosse, não estaria a olhar para ti! Está desconfiado compadre galo?

-Nada disso, longe de mim pensar mal da comadre! Mas informo, na mesma! Vêm além dois caçadores, com vários cães! Mas a comadre pode ficar descansada. Com esse decreto, não corre perigo!

A raposa, porém, nem tenta disfarçar e corre a sete pés!

Então o galo grita:

- Anda cá matreira! Mostra-lhes a lei, se és capaz!


Leila, 6ºG

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"