"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

14/03/11

As lágrimas dos livros...

"...subitamente, água começa a escorrer pelas estantes: eram lágrimas dos livros com saudades das mães, as árvores..." Lembravam-se do aconchego; do sol a aquecer as suas folhas; dos pequenos seres que viviam ao abrigo das suas mães...Como era bonito esse cenário! Agora estavam ali fechadas entre quatro paredes!
De repente, abriram a porta da grande biblioteca e entraram as crianças...os livros alegraram-se, sentiram um ânimo tão grande que a sala onde estavam se iluminou, como se o próprio sol ali estivesse! Todos se admiraram e ficaram encantados com as crianças! A curiosidade de ler cada um dos livros, à busca de aventuras e histórias, ou dos factos de acontecimentos importantes na vida da humanidade, mostrou aos livros o grande valor que tinham: eles eram autênticos tesouros!
Um dos meninos, pegando muito cuidadosamente num dos livros, exclamou:
-Amigo livro, o que seria de nós sem vocês, para nos informar, nos divertir e nos adormecer com histórias de encantar?
Nesse instante, os livros perceberam que nunca mais estariam sozinhos e enxugaram as lágrimas, pois afinal faziam brilhar os olhos dos meninos e acendiam estrelas nos seus corações.
Alice Lampreia, 5ºD

1 comentário:

Anónimo disse...

Alice o teu texto é maravilhoso , dislumbrante simplesmte incrível!
Mas no meio disto tudo só há uma coisa que tens de trabalhar é ler em público!!
Xauuu, ahh! vem fazer umas escaladas connosco (Bea F., Francisco, David,Eu,a Catarina,a Ana Margarida, o Luís, a Claúdia, a Melissa e o PATRIK)!!!!
XAUUUUUUUUU!!!!!!!

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"