"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

01/03/11

Experimentem contar...sem usar a letra U...


Certo dia a raposa estava a passear pela floresta e, de repente, avista a cegonha.
A raposa disse:
-Já é hora de almoçar e, se te apetecer, podes vir a minha casa comer.
A cegonha disse logo:
-Tenho fome e aceito.
Lá foram até à casa da raposa. A casa da raposa tinha forma de árvore.
A raposa pôs dois pratos com sopa na mesa. A sopa era caldo verde e a cegonha gostava, mas não comia. Os pratos eram rasos e a cegonha não podia alimentar-se com o bico tão comprido!
A cegonha teve de ir embora, sem comer.
À noite, a cegonha foi apanhar ar e vê a raposa a colher maçãs no bosque. A cegonha disse:
-Se vieres a minha casa, podes jantar, pois amizade com amizade se paga...
Como a raposa não tencionava comer maçãs, foi a casa da cegonha.
A cegonha pôs sopa de tomate em dois jarros! Os jarros eram demasiado altos e fininhos...e a pobre raposa, nada pôde comer!
A raposa apenas lambia os beiços e também teve de ir embora sem comer nada!

André, 5ºD

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"