"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

10/03/11

A partir de um texto...

"...E os olhos verde-esmeralda do gato luziam a rir, luzia na mão da rainha o pentinho de arco-íris. Luziam. E os meninos dormiam. Sorrir a dormir.
E quem quiser mais saber, vá atrás da rainha e do gato a correr..."

Então o gato dos olhos verdes luzidios percebeu que tipo de rainha era aquela. Era a rainha dos sonhos, prima da fada dos dentes e da princesa dos desejos. Elas viviam no Reino da Fantasia, onde tudo era colorido e musical. Entendeu também o motivo da sua correria e prontificou-se logo a ajudá-la.

-Vou chamar os meus amigos e ajudar-te a distribuir sonhos por todos os meninos.

-Agradeço-te muito, mas esse trabalho só pode ser feito por mim, só eu tenho esse dom. - informou a rainha.

Mas a rainha precisava de ajuda, não para distribuir os sonhos, mas para recuperar os seus sapatos, que haviam sido roubados pelos gnomos dos pesadelos!

-E para que querem eles os teus sapatos?-perguntou o gato amigo da rainha.

-Para nada!

-Para nada?!

-Sim, somente para atrapalhar a minha missão e conseguirem distribuir mais pesadelos...

-Então, em nome de todos os meninos deste mundo, eu e os meus amigos prometemos recuperar os teus sapatos e dar uma grande lição aos gnomos.

O gato de olhos verdes luzidios partiu com os seus amigos em busca dos sapatos da rainha, decididos a retirar os poderes maléficos das criaturas malvadas.

Se assim o pensou, melhor o fez!

Era fácil encontrá-los, bastava seguir as pistas: cinzento; guerra; choro; tristeza...Depois pregaram-lhes um susto e tiraram-lhes os sapatos!

A rainha ficou contente, mas o gato, apesar de ter ajudado, ficou desiludido.

-Desculpa, amiga, mas não consegui que os gnomos deixassem de distribuir pesadelos pelo mundo fora!

-Deixa lá, gato, agora com os meus sapatos serei mais rápida e deixarei muitas crianças felizes com os meus sonhos.

O gato despediu-se da rainha e esta, reconhecendo o seu trabalho, deu-lhe um pouco de cor. O gato continuou a ter os olhos verdes luzidios, mas passou a ter pêlos amarelos, azuis, vermelhos...da cor do arco-íris.


Gonçalo Cavaco, 6ºG

1 comentário:

Maria da Luz Borges disse...

Tens razão Isabelinha, merecem mesmo publicação!
Parabéns aos autores

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"