"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

23/10/11

Um velhote azarado!

Era uma vez um velhote muito azarado e muito pobre.
Certo dia, cheio de sede, foi beber água numa fonte, mas ao chegar lá viu uma terrível serpente e o pobre velhote nem consegiu beber, porque ficou cheio de medo!
Voltou para casa, mas não tinha nada que comer nem beber! Resolveu viajar para longe, talvez encontrasse um lugar, onde nada lhe faltasse!
Antes de se ir embora, voltou a passar perto da fonte e nem acreditam o que aconteceu! Em vez da serpente, viu um anel muito brilhante, com uma pedra vermelha!
Um pouco indeciso, aproximou-se, porque temia que a serpente, guardiã da fonte, voltasse a aparecer! Pegou no anel, que brilhava cada vez mais...e ouviu uma voz:
-António, António...tens sofrido muito, mas a tua sorte vai mudar!
Quase deixou escapar o anel, com o susto, mas felizmente conseguiu agarrá-lo e soube que se tratava de um anel mágico!
-Qual é o teu poder?-quis saber o velhote.
-Pede o que precisares, eu to concederei.
O velhote nem queria acreditar. Tornou-se rico e nunca mais teve de pedir nada a ninguém!
Cláudia, 9ºB PLNM
Melissa, 5ºB PLNM
Hui Hui, 6ºE PLNM

1 comentário:

Maria da Luz Borges disse...

Parabéns! Gostei muito da vossa história!
Uma boa semana!
Luz
PS - Isabelinha
Como é que está tudo por aí? E as princesas?
Um grande beijinho
Luz

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"