"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

16/11/11

Quem põe o guizo ao gato?

Os ratos queriam defender-se do gato. Reuniram-se debaixo da mesa da cozinha e conferenciaram. Os velhos e sabidos ratos não tinham solução; mas um jovem ratinho exclamou, com grande descaramento: “Isso é extremamente fácil! Nós devemos pendurar um guizo ao gato. Desse modo, ele soará sempre que o gato se aproxime e nós poderemos esconder-nos. Os ratos regozijaram-se com este bom conselho e puseram-se a dançar com grande alegria.

No canto, junto ao armário da cozinha, estava a coleira de um cão. Nela havia alguns pequenos guizos. Rapidamente, os ratos roeram a coleira e destacaram um guizo que entregaram ao ratinho que tinha dado o bom conselho. Ele devia, agora, pendurar este guizo ao gato. Mas para tal, não demonstrou o ratinho a mínima vontade. Ele tinha muito amor à vida. Também os outros ratos não tiveram coragem. Eles só queriam estar longe a observar como os seus irmãos e irmãs eram comidos pelo gato.
Há gente sempre pronta a concordar rapidamente com os “bons conselhos”. Mas poucos passam dos conselhos aos actos. A tais sábios conselheiros, diz-se, frequentemente, na Alemanha:
“Meu caro Amigo! O que tu dizes é muito lindo e bom! Mas quem é que pendura o guizo ao gato?”

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"