"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

31/03/12

Martim...e o ovo do dragão!

Há muito, muito tempo, existia uma aldeia chamada "Bué Bué Perto" e, nessa aldeia, vivia um rapaz camponês que se chamava Martim. Esse rapaz vivia com o pai e com o seu irmão, mas no dia em que Martim fez dezasseis anos, o seu irmão foi chamado para o exército.
Eles costumavam ir à caça e lavrar os campos juntos e a partir do seu aniversário, ele teve de começar a fazer tudo sozinho...enquanto o pai ia à cidade vender o que produziam durante a semana ou durante o mês.
Certo dia, estava Martim a lavrar os campos e viu qualquer coisa a brilhar entre as árvores, foi lá ver e era...era...era um ovo muito grande e azul! Martim vivia isolado da cidade numa cabana de colmo, no meio da floresta. Levou o ovo para dentro de casa e passou três meses a escondê-lo do pai, porque se o pai o visse, o mais provável, era vendê-lo...Martim manteve o ovo quentinho e confortável, até ao dia em que o ovo eclodiu: afinal era um ovo de Dragão!
Quando Martim lhe tocou, pela primeira vez, ficou com uma cicatriz muito estranha na mão e o dragão, por incrível que pareça, começou a falar com ele a partir da mente! O dragão era uma fêmea e, quando cresceu e aprendeu a voar, foi buscar o irmão mais velho de Martim, ao exército. Quando voltaram, o pai deles ficou muito contente por estarem ali os seus dois filhos queridos, mas muito dececionado por Martim lhe ter escondido o dragão durante tanto tempo, mas acabou por desculpá-lo e viveram felizes para sempre.
Pedro Vinhas, 6ºD, baseado na obra Eragon de Christopher Paoolini

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"