"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

10/10/12


Era uma vez, um lápis que vivia num estojo. Um dia, ele enganou-se a escrever, e chamou a borracha. A borracha disse que não, ele insistiu, mas ela estava sempre a dizer que não. E veio a caneta, e ela perguntou o que se passava ao lápis. O lápis disse que se enganou e chamou a borracha, mas ela dizia sempre que não. Então a borracha foi-se embora. E o lápis disse:
 -Ok.
                    
           FIM                
Maísa Ferreira, 5º D

1 comentário:

Maria da Luz Borges disse...

Olá
andámos a passear no vosso blogue e gostámos muito porque tem sempre muitas histórias novas. Gostámos desta porque foi muito rápida (Santiago, 5 anos)
Bvoa semana

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"