"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

25/12/13

Um presente especial...

 "Princesa escondida
 Reinas no mundo das emoções. 
Guerreira convicta, 
Mãe coração de leão ...és Deus para muitas crianças. 
A tua entrega ao outro é especial. 
A compaixão e dedicação são sentimentos com que armas as gerações futuras. 
As palavras essas, celebra-as...qual brinquedo, atirando-as pelo ar, fazendo-as viajar nas mãos e corações dos meninos. 
É neles que vejo a beleza de Isabel. 
De Fátima, o nome de coração, uma rainha.
Gostaria de te entregar um espelho de água onde mirasses a flor mágica do teu ser. 
Feliz Natal."


Um belo presente de Natal, de uma amiga especial

23/12/13

PEDIDOS AO PAI NATAL!






"Estava o Professor Velho, o que está na biblioteca e fala com os livros, a arrumar alguns materiais já ao fim da tarde quando entrou a professora Joana. 
O Velho reparou que a Joana vinha com ar de quem não estava muito bem. 
Então Joana, algum problema? 
Ora Velho, coisas do Natal. 
Coisas do Natal?! Como assim, então não é um tempo bom? 
Não Velho, decididamente o Natal é um tempo mau para muita gente. É um tempo de muito fingimento. 
Estás mesmo zangada, que aconteceu?
 Não Velho, não estou zangada, estou triste. Lembrei-me de trabalhar com os miúdos a escrita dos presentes que iriam pedir ao Pai Natal e todos escreveram empenhadamente a lista dos seus desejos. Então correu bem, porque ficaste triste? 
Olha a folha que o Manel me deu.O Professor Velho pegou na folha que a Professora Joana lhe mostrava e viu com uma letra bem desenhada e sem erros, “Eu quero que o Pai Natal dê um trabalho ao meu pai, um riso para a minha mãe que está sempre aborrecida e uma PlayStation para mim e para o meu irmão que nunca tivemos uma”.
Pois, Joana …vamos beber um chá que nos aqueça."


Autoria: Doutor José Morgado, in Atenta Inquietude

21/12/13

As viagens de Gulliver: crítica de Tomás Roda 6ºI

Jack Black em "As Viagens de Gulliver" dá vida à personagem principal, Gulliver.
Ele trabalha numa editora e apaixona-se pela responsável de edição, Darcy (Amanda Peet).
Numa tentativa de convidá-la para sair, ela aceita ir até ao triângulo das Bermudas, fazer um trabalho.
Quando chega à província de Lilliput, que é habitada por minúsculos habitantes, Gulliver que era um falhado, passa a ser uma celebridade.
Esta aventura é divertida e engraçada e, se não fosse o estilo de Black, as piadas não teriam o mesmo efeito.
Um filme que adorei e convido a ver.


Boas Festas!


Desejo 365 dias de alegria; 52 semanas de saúde e prosperidade, 12 meses de amor e carinho, 8760 horas de paz e harmonia. Que este ano te dê 2014 motivos para sorrir.

14/12/13

Adivinha, adivinha...




 6ºE
 6ºI

 7ºF
6ºE...fabulosa a gatinha!

Fomos a assistir a uma peça de teatro dos "nossos alunos"...





























Mais uma vez o clube:"Música, Arte e Tecnologia" da nossa escola brilhou! Eu e uma colega da Escola, por sinal grande amiga, fomos privilegiadas e fomos assistir com o 6ºD.
Muitas docentes do 1ºCiclo foram também com os "mais pequeninos", que deliraram com os colegas "mais crescidos" , que além de os fazer rir, interagiram com eles e os levaram a dançar no palco, já que se tratou de uma peça musical.
Também adorei. Confesso que me sinto sempre uma miúda grande, nestas ocasiões!
Foi como saborear uma boa pausa, quando estamos exaustas. Parabéns aos atores e ao pessoal de Educação Musical.

13/12/13

O Atraso do Pai Natal!

Ontem, enquanto alguns alunos estavam na Kidzania, outros dedicaram-se a uma atividade nobre, em colaboração com a BE/CRE. Dirigiram-se à AURPI do Seixal e leram textos de Natal aos "nossos idosos".
Foi um gesto muito lindo, que tornou aquele dia num dia especial, para os "nossos velhinhos", que merecem tanto carinho.
Este foi o texto que o Rodrigo do 6ºE lhes ofereceu.

"Todos os anos, como já é costume, o Pai Natal vai a uma pequena aldeia levar os presentes às crianças. Mas este ano aconteceu uma desgraça: O Pai Natal atrasou-se, e as crianças da aldeia ficaram preocupadas, pois ainda não receberam os presentes. 
- Onde está o Pai Natal? – Perguntou uma das crianças da aldeia aos seus amigos.
 - Não sabemos – disseram todos em coro – O Pai Natal ainda não foi à nossa casa! 
- O Pai Natal atrasou-se?! – Perguntou uma das crianças. 
- Que estranho, o Pai Natal nunca se atrasa! – Disse a outra.
 - Vamos ter com ele ao Pólo Norte! – falou entusiasmada uma criança. 
- Boa ideia! – Disseram todos – Vamos à casa dele! 
 Assim o disseram, assim o fizeram! Foram todos à casa do Pai Natal, e quando lá chegaram bateram à porta e disseram:
 - Pai Natal! Somos nós, as crianças da aldeia.
 O Pai Natal foi abrir a porta e disse: 
- Entrem crianças, entrem. Desculpem-me eu tenho uma rena doente e tive de arranjar outra, ia agora mesmo para a aldeia… 
- Pai Natal, nós não sabíamos o que tinha acontecido e ficámos preocupados, mas agora já estamos mais descansadas. – Interromperam as crianças.
 - Agora podemos ir todos no meu trenó para a aldeia! – Sugeriu o Pai Natal.
 - Sim! Nós íamos adorar. 
- Então vamos! 
 Foram todos para a aldeia, mas quando lá chegaram encontraram as mães muito preocupadas com o desaparecimento dos seus filhos, e com o atraso do Pai Natal.
 - Ai, ai, esquecemo-nos de avisar as nossas mães, e elas agora estão preocupadas. - Olhem – disse uma das mães – não são os nossos filhos e o Pai Natal? 
- São! 
Mas como é que os nossos filhos estão com o Pai Natal? 
- Pois não sabemos! 
Já era muito tarde, e já passava muito da hora de abrir os presentes.
 - Fomos ver o Pai Natal, porque ele estava atrasado e esquecemo-nos de vos avisar, desculpem! – Disseram todas as crianças, envergonhadas. 
Uma das mães respondeu: 
- Não faz mal, o que importa é que todos estão bem. Vamos abrir as prendas? O Pai Natal deu então os presentes às crianças e prometeu nuca mais se atrasar."

Outros foram jornalistas...



Foram escritores na Kidzania!








Alguns foram escritores na Kidzania e eu recebi estes livros de presente. Obrigado.


Ontem, a PEL foi à Kidzania...













Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"