"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

04/12/13

Onde está a minha cama?

                                               
   Numa noite de inverno via-se no firmamento uma radiante lua cheia.
  Estava no meu quarto, pronto para dormir, mas detive-me na janela a apreciar aquela lua tão doce e brilhante!
  A custo, morto de cansaço, tive de me afastar daquele espetáculo e ir dormir.
  Uma lufada de frio fez-me acordar. O teto da minha casa tinha voado e eu acordava na lua.
  Senti-me feliz por poder voar como o Homem-Aranha, já que na lua não há gravidade e tinha de andar aos saltinhos ou voar. Ainda assim estava cheio de frio e sono!
  Será que conseguiria viver ali? Haveria por ali alguma criatura estranha?
  Apesar do frio e do sono, decidi aventurar-me e ir em busca de mistérios. Estava tão curioso!
  Eis que encontrei uma cratera, de onde saiu uma criatura toda verde, com antenas amarelas florescente e viscosa. Parecia gelatina, mas como tinha três olhos, confesso até que me assustei! Decidi que nunca mais comeria gelatina!
  -Mas que criatura mais estranha que tu és! Só tens dois olhos, duas pernas, e pareces tão assustado...tem calma que eu não te faço mal.
  De repente acordei. Afinal ainda estava no meu quarto e a cama no mesmo sitio!
  Senti fome e fui ao frigorífico. Dei um grito quando o abri, pois vi um enorme boneco de gelatina!
  Afinal, teria sido um sonho ou a criatura teria vindo comigo da lua?

                                                Texto coletivo   6º E

1 comentário:

Isabel Preto disse...

Fico contente, Rodrigo, por ver-te já a trabalhar no "nosso blog".
Obrigado. Adoro-te.
Beijinhos

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"