"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

13/02/14

Sonho esquisito!!!

Parecia uma segunda-feira normal, mas era tudo, menos isso.
Estava num sítio que me era familiar, apesar de não saber bem onde estava e como fui lá parar.
Estava escuro, mesmo muito escuro e vento. Continuei a andar e tropecei numa lanterna."Sorte a minha" pensei.
De repente vi uma casa enorme, com quatro torres bicudas, toda coberta de teias de aranha, assustadora, mas uma casa.
Decidi lá entrar. O chão da casa era preto, o teto era cinzento. Tinha alguma mobília, uma cómoda aqui, uma mesa ali, mas principalmente tinha pó, muito pó.
Subi as escadas e à medida que ia subindo vi retratos, fotografias na parede. Cheguei lá a cima, havia três portas. Decidi entrar na do meio. Vi um quarto com uma cama, uma mesa de cabeceira, uma cómoda e um armário. Decidi abri-lo e vi várias roupas. Mas de repente ouvi uma coisa vinda de trás de mim. Voltei-me e ia gritar mas... acordei.
Ao que parecia tinha sido só um sonho, muito estranho, mas um sonho.

                    
Ana Fernandes
6ºI  Nº2

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"