"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

18/02/14

Triste história da borracha branca.

Era uma vez uma borracha que estava cansada de apagar ...
Pobre historia a da borracha branca que tinha sido separada à nascença da sua irmã borracha laranja .
A borracha laranja teve uma vida facilitada pois tinha pouco uso , era acarinhada , bem tratada e tinha um cheiro a flor de laranjeira.
A borracha branca, por sua vez,  passava a vida a resmungar da sua pobre condição , pois passava a vida a trabalhar , isto é , a apagar ... Trabalhava no atelier de construção civil e passava o dia nas mãos dos engenheiros , a apagar , a apagar ... daí a sua maior lamentação , era uma vez uma borracha que estava cansada de apagar .

André Martins nº3 7ºF
Jéssica Conceição nº14 7ºF

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"