"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

24/04/15

E por vezes o sol nasce
E por vezes o sol põe-se
E por vezes nasce e não é para todos
Uns têm sorte e outros não E por vezes


Repentinamente a sorte muda
Num segundo altera-se tudo
O sol brilha em cada um
E por vezes sentimo-nos sortudos


Depois da tempestade
Chega a bonança
A vida é um jogo de sorte e de azar


E por vezes desanimamos
E por vezes surpreendemo-nos
E descobrimos que a felicidade vale mais que o azar

Heloísa e Gervágio, 7ºD

E por vezes as melodias são infinitas
E por vezes o som desliza no vento
E por vezes como folhas de outono
Esvoaçam pelo ar  E por vezes

A letra de uma canção é o azul do mar
E por vezes as letras são ternurentas
E por vezes  até mesmo como um abraço
Como um beijo ou um suspiro

E por vezes o coração bate como uma canção
E por vezes ao colo de uma paixão
Somos embalados na canção.


Carla e Ana Luísa, 7ºD


E por vezes temos aqui um passarinho
E por vezes vem comer pão na nossa mão
E por vezes canta enquanto lhe damos pão
É lindo E por vezes

Quando acaba o pão
O passarinho pode tornar-se leão
E por vezes ficamos sozinhos
E por vezes ficamos sem o passarinho

Se lhe voltares a dar pão
O passarinho vai voltar
Deixará de ser leão e para ti irá cantar


E por vezes vais abrir os olhos
E por vezes vais perceber a razão
O passarinho é teu amigo e precisa que lhe dês pão

Diogo Cardoso e Rafael, 7ºD

E por vezes o amor bate à porta
E por vezes o amor é maior que a amizade
E por vezes quando precisamos o amor já não existe
E às vezes não é para todos E por vezes

As portas tanto abrem como fecham
Ao verdadeiro amor
E por vezes é traiçoeiro se não é verdadeiro

Quanto maior a distância
Mais forte o amor pode ficar
Para um dia o amor reencontrar

E por vezes o amor é inconstante
E por vezes na nossa mente
O amor acontece de repente

Diogo Maldonado, 7ºD

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"