"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

26/05/15

Falar pelos cotovelos!

Era uma vez um miúdo tão falador, tão falador, que lhe diziam "que falava pelos cotovelos"!
Aníbal, num certo dia, falou ainda mais que o habitual. Já ninguém o podia suportar, pois estar sempre a conversar, cansa.
Apareceu, então, um feiticeiro chamado Zing- Chan e enfeitiçou-o! Aníbal ficou impedido de falar!
Não podendo falar, fez movimentos ao feiticeiro e, por gestos, este acabou por o perceber.
Então, muito seriamente o feiticeiro exclamou:
-Se te desfizer o feitiço, tens de prometer que usas o dom da fala como deve ser, que não falas o que não deves, que não revelas segredos ou promessas, que fazes bem uso deste dom!
Aníbal consentiu com a cabeça, mas o feiticeiro, para mostrar que não estava a brincar repetiu:
-Se voltares a  fazer mau uso da voz, ficas mudo para sempre, estamos entendidos?
Aníbal aceitou a proposta por gestos.
O feiticeiro desfez o feitiço e Aníbal agradeceu:
-Obrigado por me retirares o feitiço e me dares uma lição. Prometo que nunca quebrar a promessa que te fiz.
O feiticeiro desapareceu e, assim, deixamos de ter o "rapaz que falava pelos cotovelos"!
Diogo Guimarães e Gonçalo, 7ºB

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"