"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

14/02/16

No Quartel dos Sonhos






"Era uma vez um sonho infeliz porque nunca tinha sido sonhado por ninguém. Ora um sonho precisa de pelo menos um sonhador…Todos os dias se apresentava no quartel-general dos sonhos, mas era sempre dispensado!"

(…) Um certo dia, quando estava em sua casa, bateram à porta e o Sonho ficou muito intrigado, pois era muito solitário.
Eram dois seguranças do Quartel dos Sonhos e disseram-lhe que tinha sido convocado para um sonho de um grande sonhador. O sonhador era um menino muito inteligente e que para ter boas notas precisava de ter um sono e um sonho muito relaxante.
Quando o Sonho começou a sua missão ficou muito nervoso, mas também muito ansioso.
O Sonho tinha de preparar um sonho muito relaxante como uma cabana na praia ou relaxar no Spa para acordar bem "fresquinho".
Quando o rapaz se foi deitar entrou num sonho “ cor-de-rosa “. O Sonho preparou um sonho maravilhoso. Viver numa ilha privada com piscina e até um laboratório só para o menino.
Seguidamente, enquanto o menino ficava a relaxar, o Sonho descontrolou-se e apareceram vários meteoros à volta da ilha do menino.
Todos os que observaram ficaram assustados, porque sabiam que não era bom para a saúde do rapaz.
O Sonho ficou muito nervoso e, por isso, decidiu utilizar o “poder ulta-sonho”, e então resolveu todo o problema.
Na manhã seguinte o “Sonhador” recebeu uma nota que tinha sido: Excelente.
Assim todos o admiraram e em vez de ser conhecido como Sonho infeliz começou a ser chamado como Sonho feliz. 

Texto de Rodrigo Semedo, 5ºH 
Ilustração de Rodrigo Aguiar, 5ºH

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"