"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

28/11/16

Um Camelo muito inteligente






Há muito, muito tempo havia um camelo que era gigante, com duas bossas e muito pelo, que vivia num planeta distante, para lá das nuvens.
Certo dia um gnomo gordinho e baixinho apareceu, muito rabugento e maldisposto. Na verdade, queria infernizar a vida do camelo, mas, para isso, teria de se esforçar muito, já que o camelo era muito esperto.
O Gnomo Malvado foi para o seu laboratório, fazer uma poção mágica, para conseguir que o camelo se transformasse numa simples borboleta. Mas como o camelo era muito mais esperto que o tal gnomo, já sabia tudo o que este andava a planear.
Então decidiu segui-lo até ao laboratório e ouviu a sua conversa com os outros monstros.
O Gnomo Malvado tinha um irmão gémeo, mas com uma personalidade diferente, era o Gnomo Bom. Assim, ao ouvir o que o seu irmão pretendia fazer ao pobre camelo, tomou a iniciativa de roubar as chaves do laboratório e deu-as ao camelo.
O camelo ficou com as chaves e o Gnomo Malvado sem chaves nem Laboratório! O seu irmão gémeo ficou apenas com um bom segredo, que até hoje o Gnomo Malvado nem sonha!
Sempre que o camelo olha para as chaves, que guardará para sempre, há de recordar-se da história!
João Seixas

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"