"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

05/01/17

O Urfilão!

      

 


   O Urfilão era um monstrinho com uma personalidade muito particular, era um grande resmungão. 
   A vida dele resumia-se sempre a tentar deixar as pessoas maldispostas. O seu planeta era muito excêntrico, as ruas eram feitas de esparguete, as casas de massinhas, os veículos de carne picada, o sol era uma espécie de ovo estrelado e as nuvens eram de um fantástico algodão doce.
    O Urfilão adorava passear pelas ruas na tentativa de encontrar alguém para chatear. Ele era muito refilão, amuava por tudo e por nada, não gostava de beijos nem de abraços, parecia que o seu coração era feito de pedra!
    O seu aspeto físico era também um pouco estranho. Tinha os pés e as mãos de cor verde, o seu corpo era roxo, tinha uma boca grande, o seu nariz parecia de um palhaço e tinha uns grandes olhos amarelos, mas o que realmente dava nas vistas eram os seus picos que se espalhavam ao longo da sua coluna. 
   Mas apesar destas características, o Urfilão era feliz e o resto da população, aos poucos, foi-se acostumando às suas malandrices. 

Rodrigo Aguiar, 6ºH

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"