"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

26/04/17

Palavras intrusas

Partilho convosco outra técnica de escrita, pois levar os alunos a escrever com prazer nem sempre é fácil. Chamemos-lhe "escrever com palavras intrusas". Experimentei no 6ºH e correu muito bem. Comecei por dizer que iríamos fazer um jogo. Nesta fase, a palavra jogo funciona sempre. Sugeri que começassem a escrever sem parar sobre o que quisessem, mas havia uma regra: introduzir no texto algumas palavras que eu iria dizer de repente. As palavras sublinhadas foram as que disse em voz alta, no meio da escrita. Aqui fica um modelo:



Quem me dera poder dizer-te, mas é difícil explicar o que sinto por ti…Tristeza, alegria, raiva…são sentimentos que dificilmente conseguimos explicar! Os sentimentos, nenhum deles percebemos ou sabemos traduzir por palavras… E o amor? Será que nós o percebemos? Quer na imaginação de cada um de nós, quer na realidade, talvez não, mas sentimo-lo! Sem esse sentimento nobre, não conseguiríamos viver nem entender a vida!
Do amor vêm flores, das flores nascem frutos e, se isso não acontecer, temos um mundo frio e triste!
O amor é como o paraíso, mas, na verdade, também há dores e corações partidos.
Para alguns, o amor é como um concerto musical, que lhes enche a alma, que lhes diz que algo mágico vai acontecer…Talvez algo obscuro, que nem sempre é seguro, mas nos faz vibrar.
Sabem…devemos voltar sempre aos bons sentimentos, esquecer os males, fingindo que somos míopes e nem vemos a maldade. Apaixonem-se e sejam felizes!


Beatriz, 6ºH
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"