"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

27/01/09

Onde nos leva a imaginação...



Tudo pode servir de pretexto, para escrever! Coloquei vários livros ilustrados "Clássicos contados às crianças" à frente dos alunos...pedindo para escolherem uma imagem:


" escolhe a imagem que te diz alguma coisa...a que achares mais criativa, original, estranha...sei lá, a tua preferida." E eis que se foram formando alguns grupos de alunos, conforme a imagem escolhida. Sem falarem uns com os outros, elaboraram o texto. É giro ver como uma mesma imagem, transporta os alunos para "mundos" diferentes!


Gostei muito do texto da Anabela da turma D...que aqui apresento:


" Numa noite belíssima, Alexandre e Filipa dançavam. Eles gostavam muito um do outro, sentiam uma grande paixão! Então, algo mágico aconteceu: Alexandre pediu-a ali, nessa noite maravilhosa, em casamento!


Durante toda a noite, dançaram enternecidos e... pouco tempo depois, casaram, indo governar o Reino Amoreco, pois Filipa era a princesa desse reino.


Tiveram dois filhos: Clara e Tiago. Eram duas crianças muito bonitas e todos viviam felizes nesse Reino...até que um dia bateu à porta do castelo uma vidente, que a troco de 100 Euros, adivinhava o futuro.


O príncipe mandou-a entrar. Falaram, falaram, falaram e a vidente afirmou que a princesa o ía deixar.


Nesse momento, Filipa entra e a vidente aproximou-se num tom cúmplice de Alexandre! Infelizmente, Filipa compreende mal esse gesto e, pensando que o marido tinha uma amante, deu-lhe um estalo e foge a chorar.


Era mesmo isso que a vidente pretendia: semear a discórdia e um dia governar o Reino! Ela sentia-se extasiada, por ter começado o seu brilhante plano.


Filipa abandona o castelo e parte sozinha, pedindo à sua aia que não indique o seu paradeiro a ninguém...


O príncipe fica desolado, pois não era nada sem o seu amor. Ele amava-a muito, fora ela a sua única amada em toda a vida! Além disso, os pobres filhos, agora sem mãe, choravam inconsoláveis. Ele estava a ficar louco e não conseguia consolar os filhos!


Mas...passados cinco dias os conselheiros do reino descobrem a verdade sobre aquela vidente terrível e a notícia chega aos ouvidos do príncipe, que a expulsa do Reino Amoreco!


Quando a princesa Filipa ouve e sabe do acontecido, corre ao castelo, para fazer as pazes com o seu AMOR...Viveram felizes para sempre."




Anabela Carmo 6ºD

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"