"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

05/11/09

Conversas entre lápis e borrachas!

Era uma vez uma borracha que o menino João tinha dentro do seu estojo e um lápis que tinha na mão.
O João estava a escrever e enganou-se... pegou na borracha e apagou depois pegou no lápis e escreveu o resto da frase .Mas o João poisou o lápis junto da borracha .
A borracha perguntou:
- Quem és tu?
O lápis respondeu:
-Eu sou o lápis, porquê?
A borracha exclamou:
- Porque gostava de ser tua amiga.
O lápis disse:
-Sim podes ser minha amiga, eu não me importo.
Então vamos fugir daqui vamos para outra sala.
-Não sei se é boa ideia, o nosso dono é tão bonzinho!- retorquiu a borracha, preocupada.
- Claro que é! Vamos viver uma aventura.
E lá foram eles! Caminharam muito tempo até que um menino os viu e meteu na pasta, indo para outra sala.
-Vês, que fixe...tantos amigos novos!- exclamou entusiasmado o lápis.
-Achas? Já reparaste como eles são desleixados? Estão todos sujos!
Pois é...o lápis e a borracha não tiveram grande sorte...ainda por cima, quando fugiram de novo, foram apanhados pelas funcionárias, que os abandonaram numa gaveta: a gaveta dos perdidos e achados!
Talvez...o João os vá procurar...É só esse o desejo deles. Enquanto esperam...vai surgindo um romance entre eles!

Diogo, 6ºF

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"