"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

30/11/09

A velha e a cabaça: 6ºJ!

Dona Maria Carapau,no dia seguinte,foi ao mercador e encontrou a amiga Maria Bacalhau...
-Ontem, nem imaginas o que me aconteceu!!
-O que foi!! O que foi!! Conte lá mulher, que já estou preocupada!
-Depois do almoço,veio-me à ideia ir visitar os meus netinhos do meu coração. E pensei cá comigo, vou mas é pela serra, que é mais perto.
-Cruzes! Credo! Pela serra? Deves estar mas é maluca!
-Já sabes como eu sou...uma mulher corajosa.
-Então... Conta lá como é que escapaste dos lobos?!
-Primeiro inventei-lhes uma história, dizendo que lhes trazia um belo arroz-doce no regresso...
- Então, e para voltares para casa? Como conseguiste enganar os lobos?
-Tu nem vais acreditar! Meti-me dentro de uma cabaça! Só se me viam as botas...trupe, trupe, trupe...por aquela serra abaixo! passei por eles, disfarcei a voz e até lhes cantei uma canção!
-Sempre me saíste muito inteligente! Por isso é que te chamas Maria Carapau! Ah, pois é!
-Devias ver os parvos dos lobos, a ouvir:
"Roda, roda cabacinha,
Não vi velha, nem velhinha!
Roda, roda cabação,
Não vi velha, nem velhão!"
- Pois...gostava de ter visto! Ainda devem estar à espera que alguma velha lhes traga arroz-doce! Ah! Ah! Ah! Bem...mas agora, vou andando que se faz tarde e tenho de ir fazer o almocinho ao meu Bartolomeu.
-Adeus, vizinha, Até outro dia.

1 comentário:

Natália disse...

Olá Bom dia Isabel.
Bom feriado e muitos Beijinhos.

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"