"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

21/02/13

Ao lanche, sirva...Cultura!


O que será? Um lanche suculento? 


Já tentou adivinhar? O que estará lá dentro?



E agora, ficou surpreendido?


A imaginação dos alunos...voa!


Não estava à espera, pois não? Isto prova que a imaginação não tem limites! Vamos, em breve, montar uma Exposição na nossa Escola sobre tradições orais...As nossas histórias...E reparem bem na ideia criativa da Raquel do 6ºA! 
Simplesmente, fabulosa esta ideia!

08/02/13

Histórias de...burros!

Contaram-me uma vez...
De um burro bem charmoso,
Era rico, solteiro, alto e vaidoso!
Com as mulheres, era uma beleza
Especialmente, com a dona "Odeza"!

Ao passar lá no bairro
Todos o aplaudiam
Com os seus bonecos de barro,
Todos se riam!

Mas ele queria ter uma amante
Uma mulher deslumbrante
Com cabelo comprido
E um ar desprevenido!

Foi então que um encontro arranjou
E tudo mudou...
Um beijo selou
E a sua vida, continuou.


                   Tatiana C, 5ºD

Numa terra longínqua, vivia um burro castanho acinzentado, que teve uma missão: salvar um cavalo na floresta mágica.
O cavalo foi visto pelo rei crocodilo e o rei prendera-o. O chefe dos burros disse:
- Tens de encontrar um coelho castanho, que te vai dar o poder da velocidade, um urso castanho, que te vai dar o poder da força e um camaleão, sempre a mudar de cor, para te poderes camuflar.
Depois de uma longa viagem na floresta, encontrou os três animais e eles deram-lhes os tais poderes e as coordenadas para o castelo do crocodilo.
Chegou ao castelo e viu o rei, foi a correr com toda a velocidade e empurrou-o para o chão e ficou invisível, ou seja, camuflou-se. Chegou à prisão e viu o cavalo castanho e, num ápice, soltou-o. Regressaram ao reino deles e nunca mais houve prisioneiros na floresta mágica.

Tiago C, 5ºD

04/02/13

Pensamentos...


"Brincar com crianças não é perder tempo, é ganhá-lo; se é triste ver meninos sem escola, mais triste ainda é vê-los sentados enfileirados em salas sem ar, com exercícios estéreis, sem valor para a formação do homem."
 
Carlos Drummond de Andrade
 


Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"