"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

04/02/16

Construção de texto



Todos os sonhos o desprezavam, pois se alguém o sonhasse, iria ficar muito assustado. Foi por causa disso que lhe deram a alcunha de pesadelo!
Certo dia, ele entrou no quartel dos sonhos às escondidas. Estava decidido a roubar um sonhador a um outro sonho qualquer, porém a sirene dos sonhos para as sestas das crianças de sete anos, soou.
Ele não sabia o que estava a acontecer, pois todos os dias ele era dispensado. Subitamente, subiu para a nuvem dos sonhos cor-de-rosa e foi parar ao quarto de uma menina chamada Constança. Ela era uma menina muito simpática e interessante.
O SONHO ficou confuso, porque não sabia o que fazer. Então seguiu o regulamento das sestas e foi parar na mente de Constança. Ela acordou a chorar, porque tinha medo do escuro, mas depressa voltou a adormecer. O SONHO decidiu sair da sua mente, com receio que a menina se assustasse novamente.
Voltando à sua vida solitária, triste e sombria, mal sabia o que o esperava…Quando chegou à sua casa na avenida das almofadas, deparou-se com o Sonho que ganhou o prémio Ursinho de Peluche. Esse sonho era fantástico. Todos os meninos e meninas queriam sonhá-lo. O Pesadelo perguntou:
- Que fazes aqui?
- Estou aqui para te eleger Presidente dos sonhos que ajudam a ultrapassar os medos. Tu ajudaste a Constança a ultrapassar o medo do escuro.
- A sério?! É uma honra exercer esse cargo!
-Que bom! O teu trabalho começará amanhã e hoje serás eleito Presidente dos sonhos que ajudam a ULTRAPASSAR OS MEDOS!
O “Pesadelo” estava muito feliz com o seu cargo. Na sua eleição, todos os sonhos cantaram o hino do Reino das Nuvens.
Foi nessa noite que o SONHO descobriu que, afinal, era tão importante como os outros sonhos.

Texto de Inês Ferreira, 5ºH
Ilustração de Rodrigo Aguiar, 5ºH

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"