"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

19/05/17

Pássaro Livre








Pássaro livre,
quem me dera ocupar
o teu lugar.
Estou preso nesta cela,
tanto desejaria estar
no meu lar.

Cometi um crime,
estou a pagar
por todo o mal que cometi.
Pássaro livre,
diz-me:
algum dia sairei daqui?
Acredito piamente que sim,
pois tenho uma família para abraçar,
Mas será a mesma capaz de me perdoar?
Dizem que o amor perdoa tudo:
será mesmo verdade?
Quem me dera caminhar
e dar o passo para a liberdade.
Voa, lindo passarinho,
espero ver-te amanhã.
Tu vais para o teu ninho,
tendo em conta que encontraste o teu caminho.
Não irei e nem quero aqui apodrecer.
Quero manter a minha fé,
pois, lá em casa,
tenho um filho que me espera,
o meu rebento,
fruto do meu ser
e chama-se André.
Ficaria mais descansado,
se fosses para minha casa
onde, outrora, fui tão amado
quem me dera sair daqui,
com apenas uma asa.
Chris Pinto, 09-05-2017




2 comentários:

Sylvio Carlos Vasconcelos disse...

Parabéns Professora! Dediquei uma hora lendo seus textos e só concluí paixão e admiração pelos seus alunos! Uma verdadeira inspiração para profissionais de quaisquer áreas nestes tempos turbulentos. Ganhou meu apreço!

Isabel Preto disse...

Muito obrigada! Há muito tempo que ninguém comentava, por isso, agradeço. Eu amo ser professora e tento fazer o meu melhor. Muito obrigada.

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"