"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

02/08/09

Até breve...

Pensava estar a ter um Verão de sonho, calmo e reconfortante, mas uma descoberta que fiz no último dia de Julho, transformaram o sonho em pesadelo...nada que o tempo não cicatrize...mas não estou com forças para nada...Senti que devia uma explicação a tantas pessoas, que me têm apoiado aqui neste "cantinho", que retomarei logo que me sinta capaz!
Neste momento, vou procurar refúgio e conforto na casa de meus pais, que sempre me recebem de braços abertos e me ajudam a sarar as feridas.
Um beijo para todos os que me amam e para quem se afeiçoou a mim, através deste espaço...Até breve!

16 comentários:

Marta Vasil disse...

Isabel

A vida é feita de contratempos de diversa ordem e quando nos apanham desprevenidos tudo parece ter um peso maior tudo parece desmoronar-se, mas há que viver cada momento com a esperança de que o instante seguinte nos trará algo de melhor.
Espero que tudo se resolva e que a cicatrização seja rápida.

Um grande beijinho de luz

Luz disse...

Isabelinha
Que triste fico por ti! Queria que tudo corresse como desejas, mas nem sempre é assim e embora no momento tudo nos pareça negro, às vezes uns anos depois entende-se o porquê. Acredita, melhores tempos virão e aquilo que agora te parece mau, é certamente a passagem para coisas infinitamente melhores.
Alguém me disse um dia que Deus vê a nossa vida como nós vemos o percurso de uma formiga. Aquilo que para nós é o presente, para a formiga é muitas vezes um futuro ainda longínquo e por isso nós sabemos muito antes dela, o que lhe vai acontecer. Se esta teoria estiver correcta então acredita que o que te aconteceu no último dia de julho, não é nada comparado com o que aí vem e mesmo que agora custe a passar, o futuro revelar-se-á muito melhor.
Depois tens as tuas filhas e elas são a melhor bênção que se pode ter.
Olha e a minha mãe costumava dizer-me "Levanta a cabeça, rapariga, que quem não te quer não te merece, e chorar só mesmo pelo que nos merece!"
Rezo por ti!
Melhores dias virão, tenho a certeza!!!
Boa viagem para Trás-os montes. (Que inveja!)
Beijos para ti e para as tuas princesas!
Luz
PS- Aproveita o verão mesmo assim, pois os dias nunca se repetem!
Bjs Luz

Mariana Emídio disse...

Minha querida Isabel
A vida, por vezes, é "madrasta mas tu irás superar, porque tens um coração enorme e duas filhas lindas que te darão uma força do tamanho do universo. Alguém disse: "Ninguém merece as tuas lágrimas, porque se as merecesse não te fazia chorar". FORÇA Isabel!!!
Um beijinho grande

Efigênia Coutinho disse...

Tenho certeza, seu retorno será glorioso, você tem muita LUZ interior, e ja estamos saudosa de sua companhia, boa semana,
Efigênia Coutinho

Madalena disse...

Olá Isabel! Um abraço forte. Não sei muito bem o que posso dizer-te sem correr o risco de dizer o que não deve ser dito. Os desgostos são isso mesmo: desgostos e doem muito. No entanto, sabemos que a vida é dinâmica, ou seja, o mundo dá muitas voltas e quando menos esperamos estamos outra vez a apanhar uma onda boa. Muitos beijinhos

Sandra disse...

Desejo-te a continuação de boas férias num local maravilhoso na companhia dos teus!

Que a tua luz interior brilhe a a verdade seja descoberta!

Boa viagem interior!!

Bejocas às meninas da Sandra e do Martim

Alegria disse...

Veio visitar-me um anjo, chegou tarde eram nove horas e quarenta e um minutos, senti sua presença no começo senti frio, medo, fechei os olhos, não queria ver o que estava atrás de mim ou ao meu lado. Contudo aos poucos senti no meu ombro um calor, mesmo tremendo notei que nada ia adiantar cobrir a cabeça com o lençol, não iria mandar ou afastar o que temia, o calor foi se tornando reconfortante, e o temor foi aos poucos acabando.
Tomei coragem e vi na minha frente um Anjo, e assustada notei que via asas e pensei, como que absurdo é muito infantil, ver asas em um anjo, que coisa, será um pesadelo. E neste momento pareceu-me ouvir uma voz.

“você me verá da forma que quiser como seu coração me vê e não seus olhos. Posso ser homem, mulher, criança com ou sem asas, vestido com uma longa bata ou com roupas comuns, me verá bonito ou feio, terá medo de minha presença ou se alegrará com ela, me descobrirá como amigo e quando notar me pedirá para ficar eternamente porem terei que partir, mas voltarei sempre que precisar de um apoio, um sorriso, um ombro para chorar, poderei caminhar contigo e te trazer paz de espírito, basta que me veja com o coração e sempre conversaremos. Contudo não finja precisar de mim, pois além de você outros precisam de ajuda e o que me afastará de ti será teu egoísmo e te peço cuidado, não julgue teu sofrimento maior que o dos outros, e quando puder ajuda alguém, socorrer, ouvir e consolar não é privilegio dos anjos, e uma benção que todos recebem e muitos não sabem usá-las, agora tenho que ir e contigo deixo um pouco de luz para teu medo, até que aprenda a vencê-lo.”

Então ainda sentindo o calor reconfortante virei e dormi na mais profunda paz...

Xinha disse...

Isabelinha

Já escrevi várias coisas e já as apaguei e a verdade é que eu não sei o que te hei-de dizer para além de que estou triste por ti mas sei que essas feridas, que agora sangram, vão sarar e tu vais voltar a sorrir, olhar para a frente e continuar o caminho. Podes ter a certeza que vais.
Às vezes os obstáculos fazem-nos mudar de direcção e chegar a um caminho muito melhor, que nunca conheceriamos se não fosse assim.
Peço a Deus que te ajude e guarde e às tuas princesinhas.

Um abraço apertado da Xinha

TuniKKa disse...

..."depois da tempestade vem a bonança".
Força!

TuniKKa disse...

Muito bonito, este blogue!

Carla Pimentel disse...

Olá Isabel,
maus momentos e muitos bons momentos assim é a vida (pelo menos eu acredito que sim). Um regresso rápido e muitos beijinhos cheios de ternura, amor e um alegre sorriso!

Alegria disse...

Cara isabel, tudo no primeiro momento é difícil, depois sofrido até dor aguda sentimentos ao respirar, depois fica a mágoa, e aí o desprezo, por tudo que aconteceu, no entanto tem tuas pequenas que nesta hora são gigantes pense nelas.Eu faço isso.
beijos

Storinha disse...

Olá Isabel!
Por muito dificeis que algumas situações sejam temos que olhar de frente e enfrentar. Eu também tenho os meus momentos de depressão e compreendo perfeitamente que há momentos muito dolorosos. Se puder ajudar alguma coisa conta comigo
Beijinhos e força

Ricardo Calmon disse...

Bel,fique tristinha não,tudo passa,se transforma,renasce,florifica,vá lá em oráculo meu e seu também,colhas os dos girassóis vida,enfeite casa de mãezinha sua e cardíaco seu,escriba doce,rainha abelha,como se fosse!
beijo mãos suas minina fada nossa!

Viva Vida!

IC disse...

Isabel, como tenho estado em férias blogosféricas, só hoje li.
Já tenho uma vida muito longa e posso garantir-te que, se é verdade que há coisas que fazem muito doer e nos deixam desfeitos, por um lado, o tempo cura, e por outro (o mais importante que te posso dizer e já aqui foi dito), constatamos mais tarde que afinal a continuação feliz da nossa vida precisava disso que na altura pareceu o ceu a cair-nos na cabeça. Não sou religiosa, mas costuma dizer-se que Deus escreve direito por linhas tortas, e toda a experiência da minha vida me mostra que a Vida escreve mesmo direito por linhas tortas, acredita.
Força!
Um afectuoso abraço.

cris disse...

A minha ausência deve-se a umas prolongadas férias sem net.
Estou triste por ti. Na certeza porém de que uma pessoa fantástica como tu encontrará forças para superar o que te deixou triste!!
beijinhos grandes e sá breve.
cristina

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"