"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

25/10/13

Um filme, uma crítica!

"Presto"...um filme sobre um mágico e o seu coelho branco, um filme que pessoalmente acho excelente!
Tudo começa com o pequeno coelho branco na sua "gaiola". Ele estava esfomeado e queria mesmo comer. O seu dono, o mágico, só se preocupava com o espectáculo, que estava prestes a começar.
O coelho bem tentou escapar, fez de tudo para alcançar uma cenoura, mas os seus esforços foram em vão! O mágico obrigou-o a ir para o espetáculo! 
Então o coelho quis "vingança", por isso, fez o que pôde de mal para atrapalhar e ver se conseguia a tão desejada cenoura...
Gostei muito deste filme, em especial por duas razões: primeiro, é um filme que pode ser visto por todas as idades e, segundo, porque é uma comédia hilariante!
Aconselho a verem este filme, pois, é realmente cómico, principalmente quando mostra todas as peripécias do coelho, para se vingar do mágico!


Inês Capelinha, 6ºD

19/10/13

Página de um diário...

7 de abril, terça-feira


Querido Diário:
Há uma semana aconteceu-me uma coisa extraordinária! O meu irmão nasceu! Foi tão bom! Ele é tão lindo, o seu primeiro choro, o seu primeiro olhar, a primeira noite...foi tudo tão maravilhoso!
É tão bom recordar isto tudo! Quando soube da notícia, estava na escola, fiquei tão feliz que me caíram lágrimas, mas lágrimas de felicidade! Era o meu irmãozinho, o meu bebé, era a pessoa mais linda do mundo, mal o vi e já o amava tanto!
Fui eu que pedi para ele nascer, portanto, vou cuidar dele e amá-lo...e daqui a alguns anos, ele vai entender tudo e eu vou ter muito orgulho nele.
Bem, querido "Diário", a minha mãe chamou-me para ver o meu irmão a tomar banho e isso não perco por nada deste mundo.
Amanhã, falaremos mais...Boa noite.

Jessica, 7ºF

15/10/13

Entrevista a um lobo!

Bremin era um lobo adotado por um humano, professor de filosofia. Viveu 11 anos com ele, seguindo-o para todo o lado, incluindo as aulas, onde, por vezes, uivava...
Temos o privilégio de o entrevistar e ei-lo pronto para a entrevista.
-Bom dia sr. Lobo. Como foi viver numa casa?
-Bem, é um pouco apertado, muito mais pequeno que a floresta, em termos de espaço. Além disso, eu sou um animal e um animal como eu gosta de correr em liberdade! Mas acabei por me habituar e foi bom viver com o meu dono.
-Com que idade começou a sair de casa?
-Comecei logo, quando era pequeno, pois o meu dono percebeu que eu não podia ficar sozinho. Uma vez arruinei-lhe os cortinados!
-Como era estar entre humanos, sem a sua mãe?
-De vez em quando, ficava triste, mas passava pois o meu dono criou-me e era especial.
-Foi estranho ser adotado por um humano?
-Nem por isso, pois ganhei a confiança dele e passámos a ser inseparáveis. Os alunos dele adoravam-me!
-Muito obrigado, pelo seu tempo e pelas informações.
-Eu é que agradeço por poder mostrar que a amizade entre um lobo e um homem é possível.

Rainer, 6ºD

14/10/13

Poema ao Professor!

-Professor, tenho receios e tanto azul no céu!
 -Diz-me os teus sonhos fala-me dos medos conta-me os segredos que há nesse azul e subiremos às nuvens num mesmo voo se me ajudares...
 - Professor e a minha mão tão pequenina e cheia de asas?
 - A tua mão é terra a lavrar caixinha de frutos se me deixares ajudar se houver febre em ti de quereres semear.
 - Professor, e a vida e as vielas e os charcos sem luas? 
- A vida é tecê-la a vida é bordá-la a vida é escrevê-la com as cores da tela que o sonho pinta e ir pela estrada com o ideal. Aprende as palavras colhe as palavras que couberem nas tuas mãos e leva-as à boca como cerejas para que haja avenidas no teu pomar.
 - Professor, ensinas-mas as palavras e outras cores?
 - Dá-me a tua mão e vamos os dois no mesmo desejo de crescer e cortar os espinhos pé-de-flor que te quero rosa!

Maria Isabel Fidalgo, VOX NOSTRA

Os soldados de papel...

Imagina que o jornal encontra a sua amiga carta e se queixa:
- Já viste que triste vida a nossa, que depois de lidos somos rasgados e deitados fora?
- Pois, realmente, somos tratados como lixo após lidos!
- Lixo?! Pior que lixo! Isto é um ultraje!
- Temos que nos revoltar! Vamos chamar todos os pedaços de papel do planeta e vamos começar a revolta.
-Isso mesmo! Chamem os bonecos de papel e faremos deles bravos soldados, chamem todos os animais de origami e deles serão feitos ferozes feras!
-Às armas, meus irmãos de papel, às armas!
-Atacar!!!

Ruben Gonçalves, 7ºF
Texto mais criativo.

O velho curioso!

Era uma vez um velho curioso, que certo dia encontrou uma fonte onde colocou a sua bengala.
Ao enfiar a sua bengala na fonte, ela transformou-se numa serpente!
A serpente contou-lhe uma velha lenda urbana, que falava no segredo de um rei antigo...
Então o velho decidiu viajar para encontrar o segredo do antigo rei.
Ele viajou durante dias e dias, de deserto em deserto, até que um dia encontrou umas catacumbas!
O velho, com a ajuda da serpente, passou por todas as armadilhas das catacumbas, até chegar a uma sala com ouro espalhado por todo o lado!
Naquela sala, não só havia ouro como também havia vários objetos, mas o mais valioso daquelas relíquias era o anel mágico do antigo rei.
O velho pegou no anel e desejou ser novamente jovem e, num ápice, o velho transformou-se num belo jovem outra vez!

Ruben Gonçalves, 7ºF

Os alunos tinham de redigir uma narrativa, com base nas palavras a laranja.

Os alunos têm deveres...

...que veem, todos os dias, na porta das salas de aula. Talvez, assim, os pratiquem e o ambiente se torne agradável aos olhos de todos!

Dia Mundial do Animal...





Concurso de fotografia...Vota na fotografia favorita.
Atividade: BE/CRE

05/10/13

Conversa entre uma carta e um jornal...

   -Já viste que triste vida a nossa que depois de lidos somos atirados fora?
   -Eu não acho isso, amigo! Eu acho que muita gente me guarda como recordação e, ainda por cima, temos muita sorte de irmos parar às mãos de certas pessoas!
   -Porque dizes isso carta?!
   -Porque vamos ser reciclados para o ecoponto azul! Se é que me entendes jornal!
-Por esse lado, tens toda a razão. Assim, a nossa vida vai de transformação em transformação. Não seria uma maravilha, se eu me tornasse no caderno de um aluno aplicado?
- Claro! Depois, podias contar-me sobre os textos desse aluno, pois ouvir histórias é algo que me fascina!
-Oh, amiga...que bom ter conversado contigo! Trouxeste-me esperança e vontade de viver novas aventuras.
 
 
António, 7ºF

Dia Mundial do Professor

" A primeira fase do saber, é amar os nossos professores!"

Erasmo
E eu, como professora, digo que ser professor é amar os nossos alunos.


Dia Internacional do Animal: 4 de outubro

04/10/13

Diálogo entre um jornal e uma carta!

  -Já viste que triste vida a nossa que depois de lidos, somos rasgados e deitados fora?!
  -Não digas isso! Nós também somos guardado,s quando há algo que marca as pessoas!-disse a carta.
O jornal,com um ar de zangado,reclama:
  -Mas quando elas acham que não há nada de jeito, deitam-nos fora!!!
A carta tenta acalmá-lo, dizendo delicadamente:
  -Não fiques assim...também tens de pensar que somos reciclados e podemos ser,no futuro,muitas coisas!
  -Já pensaste em ser um livro que toda a gente lê,ou até mesmo um caderno, onde as crianças escrevem e desenham...-continuava ela.
  -Pois...és capaz de ter razão...mas rasgar-nos?-respondeu ele.
  -Isso não se faz!-disse o jornal.
 A carta disse-lhe:
  -Sim,é verdade mas pensa positivo...mesmo rasgados podemos ser reciclados e reutilizados!
  -ok...vou tentar pensar positivo...-disse ele.
  -Só tentar?-perguntou ela muito depressa.
E o jornal respondeu um pouco mais contente:
  -Sim!!!
E então os dois amigos pensavam no dia em que seriam deitados fora(reciclados) e fossem reutilizados.
                                                                     Tatiana Silva, 7ºF

                                                               ***FIM***
  

O 7ºF deseja...






01/10/13

Conversas improváveis!

Um dia o Jornal encontra a sua amiga carta e queixa-se:
-Já viste que triste vida a nossa, que depois de lidos, somos rasgados e deitados fora?
-Pois é! Hoje em dia, esta sociedade está cada vez pior! Afinal, o que te aconteceu?
-Então, eu só sirvo para um dia!|
- Por que dizes isso?
-Ora, eu sou um Jornal diário...e as pessoas só querem saber o que se passou hoje, amanhã será um novo jornal, com novas novidades e depressa se esquecem de mim!
-Como te compreendo, meu pobre Jornal! Isso acontece a toda a gente! Até nós, cartas, quando acabam de nos ler deitam-nos fora!
-Oh, minha amiga carta, que sociedade sem coração!
-É verdade, meu amigo Jornal. É verdade!

Micaela, 6ºD

O Pote dos desejos!

 Eis os desejos do 6ºE...

 E os desejos do 6ºI...

Ideia partilhada da colega Paula Gomes

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"