"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

27/04/15

E por vezes...

E por vezes amo quem não me ama
E por vezes não sinto o que sinto
E por vezes rio por fora e choro por dentro
E por vezes complico o que é simples E por vezes

Não vemos o que está tão perto
E por vezes falo sem pensar
E por vezes pensamos o que não é verdade
E por vezes os sentimentos são confusos

E penso e volto a pensar
Já não sinto já não amo
Parece que nada faz sentido


E por vezes falo sem razão
E por vezes os amigos parecem inimigos
Que nos roubam a amizade E por vezes


Nicole, 7ºC
E por vezes o tempo passa
E por vezes o tempo pára
E por vezes sinto o tempo a passar 
Outras vezes como ele a voar E por vezes

Sonhamos e o mundo alcançamos
Parece que voamos no sonho
E por vezes sonhamos com ideias
E por vezes em tom de brincadeira

E temos prazer em o fazer
Pois sonhamos com algo que não podemos ter
Mas há alguma vontade no querer que nos faz fortalecer

E por vezes acreditamos
E por vezes conseguimos
Alcançamos o impossível e voamos

André, 7ºC
E por vezes a alegria pode-se tornar tristeza
E por vezes a riqueza em pobreza
E por vezes pensamos que sorrimos
Mas choramos E por vezes

As coisas são diferentes
Quando as pessoas não são doentes
E por vezes ficamos tão contentes que gritamos
E por vezes lembramo-nos de momentos deprimentes
Mas ultrapassamo-los

Mas quando as vemos
As coisas que tememos
Claro que nos assustamos

E por vezes
E por vezes as coisas que escrevemos
São as que sentiremos.

Francisco e Soraia, 7ºB




Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"