"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

18/10/15

O anel misterioso




Dois amigos estavam a brincar no jardim, quando avistaram uma coisa a mexer. Aproximaram-se e depararam-se com uma serpente muito estranha. Começaram a ouvir uns sons muito estranhos e, como não vissem ninguém por perto, concluíram que só podia ser a serpente. Sem saber como, desapareceram do jardim e viram-se na Ilha dos Segredos. Cheios de curiosidade, foram investigar e depararam com uma porta na parede de uma gruta. Resolveram entrar e encontraram um velho sábio.
- Que fazes aqui, nesta ilha?- inquiriram os dois amigos.
- Eu moro aqui. Sou o guardião desta ilha.
O Francisco, um dos rapazes, quis logo saber a razão do nome daquela Ilha, ao que o velho respondeu:
- Esta é a Ilha dos Segredos, porque há uma fonte mágica, com um anel no topo. Mas esta fonte está protegida por um escudo protetor. Nunca ninguém conseguiu penetrar por esse escudo. Dizem que só dois grandes aventureiros, de alma pura, conseguirão tal proeza.
Gabriel, entusiasmado, declarou:
- Vamos lá, Francisco. De certeza, somos nós. Por isso é que a serpente nos fez vir para cá!
O sábio fê-los entrar por um portal, que os levou diretamente à tal fonte.
Gabriel tentou retirar o anel, mas sozinho não conseguiu. Lembrou-se então das palavras do velho sábio e referiu em voz alta:
Francisco, temos de tentar juntos! Dois aventureiros, lembras-te?
E foi assim que os dois amigos conseguiram retirar o anel cujos poderes eram indescritíveis!
Depois, os dois amigos “voaram” até à gruta do velho sábio e a serpente, que era a ajudante do sábio, fez um portal que os levaria de volta a casa.
Ambos concordaram que o anel deveria ficar na Ilha, por ser mais seguro, longe da cobiça dos homens gananciosos. Regressaram a casa, com o coração cheio de alegria, por se sentirem super-heróis!

Leonor, Rodrigo, Tiago e Luís 5ºJ

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"