"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos"

20/02/09

O Cavaleiro corajoso!


Aqui fica, outro texto da Bela do 6ºD, construído a partir deste magnífico jogo, que é a "Arca dos Contos". Na realidade, a imaginação de crianças e adolescentes, não tem limites...Enquanto soubermos sonhar, iremos mais longe.
"Em tempos remotos, um jovem cavaleiro acordou sobressaltado! Algo estava a acontecer...Pois um estranho pressentimento o invadia! Foi à cozinha, depois ao quarto de sua mãe e assim que a viu...mal ficou
ficou mal,
mal,
MAL
Mal ficou!!!
Sua mãe estava muito doente, febril e debilitada.
Seu filho, o jovem cavaleiro, era esperto e honesto, corajoso e aventureiro...como iremos ver mais adiante.
Foi logo procurar uma cura, para a súbita doença da mãe, num dos mil livros, que se encontravam na estante da biblioteca.
Procurou,
procurou, procurou...
Em todos os livros procurou
Até que a cura encontrou!
Teria de ir buscá-la numa enorme gruta de cristais!
Era um desses cristais, que iria salvar sua mãe...mas no meio de tantos cristais, como iria encontrar o certo? Ainda se lembram que, o nosso herói é bravo e corajoso?
Pois, nada iria demovê-lo!! E tanto procurou, que o encontrou!
É que no meio de tantos cristais, havia um às bolinhas, que brilhava mais que todos...só podia ser esse.
Mas julgam que foi fácil? Não! Ainda teve de lutar com um rato, que tinha super-poderes e era guardiã da gruta! A certa altura, até o rato ficou comovido, ao descobrir que o cristal era para salvar a sua mãe e...foi assim que o rato o ajudou a voar para casa, onde sua mãe finalmente ficou curada, mal tocou no cristal.
Acabou-se a história, mas imaginação não irá faltar...contarei aventuras, até nunca mais parar!"
A Bela é uma das alunas, que descobriu o prazer de escrever. Até imitou o estilo de Maria Alberta Menéres, em Ulisses.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fascinante!

Fascinante!

Bons Sonhos!

Bons Sonhos!

"Poema em P"

"Poema em P"

Criar e imaginar

Criar e imaginar

Momentos...

Momentos...

" A Menina do Mar"

" A Menina do Mar"

"A viúva e o papagaio"

"A viúva e o papagaio"

"O meu amigo, o sono"

"O meu amigo, o sono"